Com gol aos 50, Bahia empata com o Internacional no Beira-Rio

Bahia completa o quinto jogo seguido sem vencer na Série A

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

No primeiro jogo pós-demissão de Roger Machado e sendo comandado interinamente pelo gaúcho Cláudio Prates, que fez as mudanças necessárias e esperadas, o Esporte Clube Bahia arrancou um empate em 2 x 2 com o Internacional na tarde deste domingo, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. O Esquadrão chegou a sair na frente com Rodriguinho, mas tomou o empate com Patrick e a virada em pênalti polêmico marcado pelo árbitro Braulio da Silva Machado e convertido por Thiago Galhardo. Porém, nos acréscimos, o VAR viu pênalti em Élber dentro da área, Clayson foi para a cobrança e igualou o placar. Foi o oitavo jogo em que Prates assume o time interinamente e só perdeu um. A partida marcou o jogo de número 100 de Gilberto pelo tricolor, porém, o camisa 9 passou em branco novamente e completou 8 jogos sem balançar as redes.

 

O Bahia conquista um ponto precioso fora de casa diante do líder, porém, completa o quinto jogo seguido sem vencer no Campeonato Brasileiro. Venceu apenas os dois primeiros jogos, contra Coritiba e Red Bull Bragantino. Empatou com São Paulo (1×1), Palmeiras (1×1) e Internacional (2×2), e perdeu para Ceará (2×0) e Flamengo (5×3). O Esquadrão chegou aos 9 pontos e se manteve no 12º lugar. O Internacional, por sua vez, soma 17 pontos e segue líder isolado do Brasileirão.

Com uma postura mais conservadora e apostando nos contra-ataques, o Bahia abriu o placar aos 19 minutos com o meia Rodriguinho, recebendo passe de Daniel, limpando a defesa e tocando para o fundo das redes, sem chances para Marcelo Lomba. No entanto, aos 27 minutos, Juninho saiu jogando errado e cedeu a bola para D’Alessandro que passou para Thiago Galhardo cruzar na cabeça de Patrick. O volante subiu nas costas de Nino e tocou no canto de Mateus Claus. O time tricolor encontrou muitas dificuldades para sair trocando passes, e ainda assim, conseguiu criar algumas chances. Gilberto quase marcou aos 31, parando em Lomba, e aos 41 balançou a rede, porém, a bandeirinha pegou a posição irregular. O Inter teve maior posse de bola e chegou com perigo, mas não exigiu tanto de Claus. Aos 44, também teve um gol corretamente anulado.

No segundo tempo, o Internacional seguiu em cima e deu trabalho ao goleiro Mateus Claus em cobrança de falta de D’Alessandro. O Bahia continuou com muita dificuldade em sair jogando e cometendo erros bobos. Aos 18 minutos, o árbitro marcou pênalti polêmico em lance entre Gregore e Thiago Galhardo. O VAR analisou e chamou o árbitro para revisar o lance, porém, mesmo tendo a oportunidade de corrigir o erro, ele manteve a decisão e assinalou a penalidade, batida e convertida por Thiago Galhardo, aos 22 minutos da etapa final. Porém, nos acréscimos, o VAR viu pênalti em Élber fora do lance e avisou ao árbitro. Clayson foi para a bola e empatou aos 50 minutos.

O Esporte Clube Bahia agora terá dois jogos consecutivos em Salvador. Na quinta-feira (10), enfrenta o Grêmio de Renato Gaúcho, às 19h15, no Estádio Metropolitano de Pituaçu. No próximo domingo (13), recebe a visita do Atlético-GO, às 16h, novamente em Pituaço. O Esquadrão só volta a jogar fora de casa no dia 16, uma quarta-feira, contra o Corinthians, às 21h30, na Arena Neo Química, em Itaquera.

FICHA TÉCNICA:
INTER 2 X 2 BAHIA
Campeonato Brasileiro – 8ª rodada
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Data: 06/09/2020 (quarta-feira)
Horário: 16h
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Neuza Ines Back (SP) e Éder Alexandre (SC)
VAR: O árbitro de vídeo terá o comando de Marcio Henrique de Gois, auxiliado por Edina Alves Batista e Herman Brumel Vani (todos de SP).

Cartões amarelos: Ronaldo, Nino Paraíba (Bahia) / Rodinei e Zé Gabriel (Internacional)

Gols: Patrick, Thiago Galhardo (Internacional) / Rodriguinho e Clayson (Bahia)

Internacional: Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta e Uendel (Rodinei); Johnny (Moledo), Edenílson, Patrick (Abel Hernandez) e Boschlia (Marcos Guilherme); D’Alessandro (Peglow) e Thiago Galhardo. Técnico: Eduardo Coudet.

Bahia: Mateus Claus; Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo (Edson), Daniel (Rossi) e Rodriguinho (Fessin); Élber e Gilberto (Clayson). Técnico: Cláudio Prates.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*