Faltou sorte ao Coritiba na derrota para o Bahia, diz técnico Eduardo Barroca

“Hoje a sorte não esteve do nosso lado", lamentou o treinador

Foto: Albari Rosa

O Coritiba amargou hoje à noite a sua segunda derrota em sequência no seu retorno para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Ambas pelo placar de 1 x 0. Inicialmente perdeu para o Internacional dentro do Couto Pereira e hoje à noite, foi derrotado pelo Bahia, no Estádio Metropolitano de Salvador, pelo mesmo placar em um jogo que foi apagado no primeiro tempo, porém, na etapa complementar correu atrás, foi melhor e até que merecia um resultado que não fosse a derrota.

 

Após o jogo, na entrevista tradicional coletiva, o técnico Eduardo Barroca alegou falta de sorte ao time paranaense para conseguir ao menos um ponto na partida contra o Bahia. Ele ainda comentou acerca da sequência difícil que a equipe terá pela frente: enfrenta Flamengo (em casa) e Corinthians (fora) nas próximas rodadas.

“Hoje a sorte não esteve do nosso lado. A gente batalhou, brigou, lutou, mas não tivemos competência para colocar a bola pra dentro, o que é muito importante num campeonato como esse”, disse o treinador coxa-branca. “O Coritiba pegou um início de campeonato bastante pesado, mas precisamos encarar isso de frente, ter personalidade para encarar os adversários e seriedade para avaliar as coisas que fizemos bem e ajustar.”.

O treinador do Coritiba também lamentou o fato de estar com uma série de jogadores lesionados (onze ao todo), grande parte deles meio-campistas, setor que tem sofrido para produzir nos últimos jogos. Nomes como Giovanni, Giovanni Augusto, Rafinha e Matheus Sales são alguns dos desfalques.

“Estamos com muito jogadores de fora, hoje eram 11, me parece, e muitos jogadores de meio de campo, jogadores importantes”, recordou Barroca, que tratou de transmitir confiança ao elenco. “Precisamos assumir nossa responsabilidade, todos nós, e também dar confiança aos jogadores, que estão se dedicando, estão tentando diante de uma série de dificuldades que estamos tendo. Confio muito no grupo de jogadores e precisamos ter serenidade e equilíbrio para sair desse momento.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*