A caminho do Oeste, Yuri se despede do Bahia: “Saio pela porta da frente”

"Agradeço também a todos os funcionários do clube"

Pouco aproveitado no time de transição que foi comandado por Dado Cavalcanti e fora dos planos do técnico Roger Machado para o elenco principal, o volante Yuri acertou a rescisão de contrato com o Esporte Clube Bahia e vai disputar o Brasileiro da Série B pelo Oeste Barueri. Aos 26 anos, o atleta estava vinculado ao Esquadrão desde 2013 e teve seu melhor momento pelo clube durante o ano de 2015, quando atuou em 38 partidas. No entanto, passou a sofrer com graves lesões que o afastaram dos gramados por um longo período. Em 2020, apesar de não ter tido nenhuma lesão, teve poucas chances. O Bahia manteve 50% dos direitos econômicos e pode lucrar em uma futura venda. Através de mensagem, Yuri se despediu do clube e afirmou que sai de cabeça erguida.

 

“Gostaria de agradecer ao Esporte Clube Bahia por ter me dado a oportunidade de me tornar um jogador profissional. Agradeço também a todos os funcionários do clube que me ajudaram em todos os anos em que estive aqui. Hoje saio pela porta da frente de cabeça erguida e estarei de longe na torcida pelo sucesso do clube sempre! Obrigado”, escreveu o atleta.

Natural do Rio de Janeiro, Yuri Lima Lara está no Bahia desde 2013, mas em 2018 foi emprestado ao CSA e após ser um dos destaques na campanha de acesso à Série A do time alagoano se tornando o rei dos desarmes na Série B, retornou ao Esquadrão em 2019 cotado até para iniciar a temporada como titular, no entanto, sofreu uma lesão que atrapalhou sua pré-temporada e o deixou de fora das primeiras partidas do ano. Quando se recuperou, não conseguiu recuperar seu espaço, nem com Enderson Moreira, tampouco com Roger Machado. Com isso, foi incorporado ao time de transição, onde entrou em campo seis vezes, todas como titular.

No segundo semestre de 2019, foi emprestado ao Tochigi, do Japão, entrando em campo 10 vezes e marcando 1 gol, porém, não teve seu passe adquirido e voltou ao Bahia no início de 2020. Foi incorporado ao elenco de transição, e após três meses, foi titular no Ba-Vi pela 1ª fase do Baianão. Foram 2 jogos pela equipe de Dado Cavalcanti no Estadual.

 

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Elenco do Bahia tem muita confiança no trabalho de Roger, diz goleiro

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*