Técnico do Vitória classifica eliminação no Baianão como “inadmissível”

"Houve entrega, dedicação, mas é inadmissível uma desclassificação"

Foto: Divulgação/Vitória

Pelo segundo ano consecutivo, o Esporte Clube Vitória está fora das semifinais do Campeonato Baiano. Neste domingo, o Leão precisava vencer o Doce Mel e torcer por outros resultados, não teve competência sequer para vencer o seu jogo e ficou no empate por 2 a 2 no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. Após a partida, o técnico Bruno Pivetti disse que viu entrega e dedicação do time em campo, porém, afirmou que “é inadmissível uma desclassificação para um clube da magnitude do Vitória”.

 

“Nos desguarnecemos atrás por duas vezes e fomos prejudicados por isso no primeiro tempo. No segundo, nos lançamos todo ao ataque e infelizmente também cedemos alguns contra-ataques. Houve entrega, dedicação, mas é inadmissível uma desclassificação para um clube da magnitude do Vitória. Agora, nós temos que corrigir o que erramos, ajustar os pontos de maior importância, justamente para termos capacidade de reverter essa fase. Nada dura para sempre e olhar para frente. Nós temos um calendário pela frente e não podemos nos deixar abater por essa eliminação”, disse na entrevista coletiva.

O próximo compromisso do Esporte Clube Vitória na temporada será a estreia na Série B no dia 8 de agosto, um sábado, às 19h, contra o Sampaio Corrêa, no Estádio Manoel Barradas. Pela Copa do Brasil, o Rubro-Negro está na terceira fase e tem jogo decisivo contra o Ceará, marcado para 26 de agosto. Na ida, atuando no Castelão, o Vitória perdeu por 1 a 0. Agora precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar no tempo normal ou por um gol de diferença (independente do placar, 1×0, 2×1, 3×2) para decidir a vaga na disputa por pênaltis.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário