Vice-presidente confia na classificação do Náutico na Copa do Nordeste

"falei para eles que o grupo tinha muita personalidade", disse

Foto: Léo Lemos/Náutico

A Copa do Nordeste entrou em recesso na penúltima rodada da fase de grupos no dia 12 de março. Apenas Bahia e Fortaleza tinham a classificação garantida no Grupo A, ambos com 14 pontos. No Grupo B, a briga é acirrada. Confiança-SE e Vitória lideram com 13 pontos. Náutico, Ceará e Santa Cruz lutam pela classificação. Nenhum deles têm vaga garantida para as quartas de final. Adversário do Esporte Clube Bahia na última rodada, o Náutico precisa vencer para depender só de si para se classificar – atualmente é o 3º com 11 pontos. Sendo derrotado, pode perder a vaga justamente para o rival Santa Cruz que está em 5º com 10 pontos e vai encarar o já eliminado River do Piauí. Em entrevista para a Rádio Jornal, o vice-presidente alvirrubro, Diógenes Braga, confia em um bom resultado contra o Esquadrão e na classificação para o mata-mata do Nordestão.

 

“Tivemos uma conversa com elenco na reapresentação e falei para eles que o grupo tinha muita personalidade e eles tinham condições de buscar os resultados. O maior exemplo é o jogo contra o Paysandu e CRB, e que eles treinassem não só com o alívio de voltar a trabalhar, mas também com as nossas responsabilidades nos campeonatos e das decisões que a gente vai ter. Acredito muito no nosso elenco”, afirmou o dirigente.

O Náutico chegou a liderar as competições durante algumas rodadas. No entanto, na reta final antes da paralisação, o time teve uma queda de rendimento, adiando assim as definições das próximas fases. Diógenes Braga justifica o mau desempenho nos últimos jogos devido as lesões de atletas importantes na equipe.

“Quando teve a paralisação, a gente não tava com um bom rendimento, mas a gente estava com nove atletas no DM (Departamento Médico). Quando a gente estava com vários atletas a disposição, a gente estava com uma classificação muito boa na Copa do Brasil e éramos líder no Pernambucano e na Copa do Nordeste, mas depois do ABC sofremos. A gente se vê numa situação de fortalecimento do elenco. Temos um elenco bom, forte e confiamos demais neles”. encerrou.

O dirigente também avaliou a possível definição das competições em sede única, mesmo com Náutico tendo chances de ser desclassificado. “Eu acho que a gente tem que buscar a melhor forma de completar os campeonatos. Nesse momento o interesse particular de cada clube tem que ficar de lado. Para finalizar as competições terá que abrir mão de algumas coisas. A gente sempre vai querer jogar nos Aflitos, mas se for necessário abrir mão disso para se concluir os campeonatos, nós vamos abrir mão. Não é um momento de se fazer exigências”, afirmou Diógenes.

 

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Bellintani tranquiliza o torcedor: "Não vou fazer negócio na maluquice"

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*