Ex-volante do Vitória detona planejamento do Sport para 2020

“Na minha opinião, foi gerido mal. Mal planejado", disparou

Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

O Sport-PE iniciou a temporada 2020 com o pé esquerdo, sendo eliminado precocemente na Copa do Brasil, com uma campanha tímida na Copa do Nordeste, finalizando a penúltima rodada fora da zona de classificação para as quartas de final, e na quinta colocação do Campeonato Pernambucano.  Os resultados ruins derrubaram o técnico Guto Ferreira e o Leão da Ilha buscou Daniel Paulista, treinador já conhecido no clube. De acordo com o volante Willian Farias, ex-Vitória e São Paulo, a irregularidade deve-se ao planejamento de promover um rodízio de equipes entre as competições – com pratas da casa no Estadual e time principal no Regional. Uma das lideranças do elenco, o volante criticou e traçou uma análise da gestão do elenco rubro-negro nos primeiros meses de 2020.

 

“Na minha opinião, foi gerido mal. Mal planejado o ano até agora. Me desculpe até a palavra mais forte, rígida. A gente iniciou o campeonato com atletas da base, uma mescla, por problemas financeiros, bloqueios na justiça que não poderia registrar jogadores. A gente treinou a pré-temporada inteira, obviamente fazendo troca de um jogador ou outro, com uma equipe, e iniciamos o Campeonato Pernambucano com outra, justamente pelo problema do bloqueio”, disse em entrevista ao Portal Nordeste via live no Instagram.

“E fizemos um puta jogo contra o Náutico (empate em 1×1 nos Aflitos, pelo Estadual, na estreia da temporada), um clássico, com um monte de menino da base. E o clube achou que poderia jogar com a base, que iria dar conta. E ficou decidido que jogaria com o pessoal da base, porém como o percurso não estava indo como desejavam, resolveu mudar e isso foi fazendo mal”.

Na visão do volante, a alternância de jogadores impediu o Sport de ter um conjunto mais entrosado, além de ter dificultado a obtenção de ritmo de jogo. “Eu, por exemplo, joguei uma, duas partidas com Rithely de oito ou dez que já tivemos. Então acabou que não treinou todo mundo, não entrosamos e todo mundo queria o resultado. E eu acho que não funciona assim”, finalizou o volante.

Com Daniel Paulista e fim do rodízio, o Sport apresentou uma leve melhora nos resultados, com o aproveitamento na temporada chegando em 44%, mas longe de garantir classificações no Estadual e Regional, onde receberia Santa Cruz e Confiança pela última rodada da primeira fase das respectivas competições correndo risco de ficar de fora do mata-mata

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*