Ex-atacante do Bahia tem futuro incerto no Internacional

Empresário de Gustagol disse que ainda não foi procurado pelo Inter

Com a paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus, a temporada 2020 só deve ser encerrada em 2021. Por isso, os clubes se movimentam para estender o vínculo de alguns jogadores que têm contrato até dezembro deste ano. O Internacional confirmou na segunda-feira (25) a renovação dos meio-campistas Thiago Galhardo e Rodrigo Lindoso, além do lateral-esquerdo Uendel. No entanto, outros atletas ainda não foram procurados pelo diretor de futebol Rodrigo Caetano. Trata-se do lateral-direito Rodinei, emprestado pelo Flamengo, e o atacante Gustagol, que teve 15% dos seus direitos adquiridos pelo Inter no começo desse ano junto ao Corinthians, mas que também tem vínculo com o clube gaúcho somente até dezembro.

 

Em contato à reportagem da “Revista Colorada”, Clóvis Henrique, empresário do atacante, que revelou que o Inter ainda não o procurou para tratar de uma possível renovação. “Não tem nenhuma conversa nesse sentido”, explicou ele.

Contratado pelo Corinthians em 2016 após se destacar pelo Criciúma, Gustagol teve dificuldade para se firmar – na ocasião, disputou nove partidas e não fez gols. Foi emprestado ao Bahia em 2017, mas também não deslanchou, marcando apenas 6 gols em 24 jogos. Se destacou mesmo pelo Fortaleza, em 2018, com o técnico Rogério Ceni, participando da campanha do título da Série B, balançando as redes 30 vezes em 45 partidas na temporada. Retornou ao Timão em 2019 e teve mais oportunidades na equipe, atuando 56 vezes e marcando 14 gols. Porém, no início desse ano foi negociado com o Internacional. O clube gaúcho acertou com o jogador por empréstimo, mas adquiriu parte dos direitos econômicos. Natural de Registro (SP), Gustavo Henrique da Silva Sousa também acumula passagens por Taboão da Serra, Resende, Nacional de Portugal e Goiás.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*