Bahia e Vitória lamentam o falecimento do técnico Vadão

Oswaldo Alvarez lutava contra um câncer no fígado

Por meio de publicação nas redes sociais, Bahia e Vitória prestaram homenagem ao ex-treinador Oswaldo Alvarez, mais conhecido como Vadão, que faleceu nesta segunda-feira (25). Ele lutava contra um câncer no fígado descoberto em dezembro de 2019. Desde então, vinha realizando tratamento, mas teve que ser internado no hospital Albert Einstein no último dia 12 de maio. Vadão treinou o Bahia em 2004. Em setembro de 2007, assumiu o Vitória com o objetivo de conseguir o acesso a Série A do Brasileirão, que ocupava a sexta colocação da Série B até então. O Leão retornou à elite do futebol brasileiro com duas rodadas de antecedência. Foi demitido em 2008 em março pelas más exibições no Campeonato Baiano e na Copa do Brasil.

 

O último trabalho de Vadão foi na seleção brasileira feminina e após a disputa da Copa do Mundo em julho 2019, ele foi demitido. Em clubes, Vadão dirigiu o Bahia em 2004 e o Vitória em 2007. Ponte Preta e Guarani, clubes que ele também dirigiu, fizeram postagens no Twitter dando apoio ao treinador que ficou conhecido no cenário nacional no início da década de 1990 com o que ficou conhecido como “carrossel caipira”, time do Mogi Mirim que tinha Rivaldo, Válber e Leto. Ele ainda teve passagens por Atlético-PR, Corinthians, São Paulo, Goiás, Sport, entre outros. No exterior, ele treinou o Tokyo Verdy, do Japão.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*