Federação defende redução do intervalo entre os jogos no retorno do futebol

Jogos podem ter intervalo mínimo de 48 horas entre partidas

Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Tentando buscar soluções para reorganizar o calendário do futebol brasileiro após a retomada das competições que seguem paralisadas em razão da pandemia do coronavírus, a Federação Nacional dos Atletas de Futebol encaminhou sugestão à CBF para adequar o acúmulo de compromissos do ano em cenário de possível falta de datas na temporada e pela manutenção de acordos e dos empregos, destaca o site Globoesporte em matéria publicada nesta sexta-feira. Felipe Augusto Leite disse que a Fenapaf defenderia a redução do intervalo mínimo para 48 horas entre as partidas. Vale lembrar que no Regulamento Geral de competições da CBF, o intervalo mínimo é de 66 horas. Em alguns estados, como no Rio, a Ferj prevê intervalo mínimo de 60h.

 

“Falei com o presidente Caboclo no início da paralisação. Também com o Rubinho (presidente da Ferj) – comentou o presidente da Fenapaf, contando que os dirigentes foram receptivos à ideia. – Rubinho achou espetacular. Ouviram (Caboclo e Rubinho) com agradecimento. Estão vendo que todos querem solucionar uma coisa tão grave. Nosso entendimento é de colaborar, encontrar saídas. Os atletas são sensíveis ao que está se passando”, completou Felipe Augusto Leite.

Ele disse que qualquer denúncia sobre infração de regulamentos – do intervalo mínimo entre partidas, previsto anteriormente para 66h – só sairia da Fenapaf. “A sugestão é num momento de excepcionalidade extrema. Precisamos manter postos de trabalho. Não vou ser eu que vou fazer isso (denunciar a infração do regulamento de 66h). Estamos em caráter excepcionalíssimo. Não vamos botar clubes de dois em dois dias para jogar várias vezes. Um joga uma vez, outro joga e vai acomodando para não sobrecarregar ninguém”, comentou o dirigente da federação de atletas.

Em 2017, a CBF emitiu resolução – também para as federações estaduais – para colocar no regulamento o acordo com a Fenapaf. De 2018 em diante afixou nos regulamentos a regra geral de intervalo de 66 h entre partidas. O descumprimento do previsto no Regulamento Geral de Competições é sujeito a julgamento e sanções em tribunais desportivos.

O regulamento da CBF diz o seguinte no artigo 25:

“Art. 25 – Como regra geral, os Clubes não poderão disputar e os atletas não poderão atuar em partidas por competições coordenadas pela CBF sem observar o intervalo mínimo de 66 (sessenta e seis) horas.

§ 1º – O disposto neste artigo não se aplica aos casos de nova disputa de partidas suspensas e de partidas de desempate em competições oficiais.

§ 2º – Em casos excepcionais, a DCO, de forma fundamentada, poderá autorizar a atuação de atletas ou clubes sem a observância do intervalo mínimo aludido no caput deste artigo. Em se tratando de atletas será obrigatória a apresentação de autorização médica atestando a aptidão do atleta para a disputa da partida.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*