Alecsandro aceita condições do CSA para renovar contrato

Jogador tem vínculo até dia 30 de abril

Contratado pelo CSA em julho de 2019, durante a paralisação da Série A do Brasileiro para disputa da Copa América, o atacante Alecsandro sofreu uma fratura na tíbia na reta final da temporada passada e teve que se recuperar no Mutange. Mesmo assim, foi um dos jogadores a renovar contrato com o Azulão para 2020. Em 21 partidas, marcou três gols. Este ano, disputou um jogo e marcou no duelo com o Freipaulistano, pela Copa do Nordeste. Com contrato encerrando no próximo dia 30 de abril, o centroavante aceitou as condições do clube alagoano para renovar o vínculo. Marcelo Barbarotti, executivo de futebol do CSA, explicou que o jogador de 39 anos vai assinar um novo contrato com o clube, porém, só vai começar a receber salário quando o futebol retornar.

 

“Conversamos com o Alecsandro, mostramos a ele o interesse em renovar o contrato, discutimos questões financeiras e chegamos a um acordo. O CSA assumiu um compromisso com o jogador de assinar contrato com ele assim que as atividades voltarem ao normal. Não sabemos se a paralisação vai durar dias, semanas ou até mesmo meses. Mas o Alecsandro comprovou o caráter que tem e aceitou essa condição. Ficamos acertados dessa forma.”, explicou.

O atacante também falou com sobre o acerto e disse que entendeu o lado da diretoria. “A renovação era uma coisa que já interessava às duas partes, mas veio essa pandemia toda e acabou atrapalhando o futebol. Eu entendi o momento de dificuldade do clube e lancei a proposta de abrir mão do meu salário até o dia em que as atividades retornarem. Quando os treinamentos recomeçarem, a gente senta e eu assino o contrato.”, disse.

Natural de Bauru (SP), Alecsandro é filho do ex-jogador Lela e irmão do volante Richarlyson. O centroavante começou na base do Vitória e após deixar o Leão rodou por Sport, Ponte Preta, Cruzeiro, Sporting-POR, Al Wahda dos Emirados, Internacional, Vasco, Atlético-MG, Flamengo, Palmeiras e Coritiba. Passou também pelo São Bento de Sorocaba antes de chegar ao CSA. Pelo Vitória, Alecgol foi campeão da Copa do Nordeste em 2003, além de ter conquistado dois títulos baianos (2002/2003). Na carreira, levantou taças importantes, como duas Libertadores por Inter e Atlético-MG, além de um Brasileiro pelo Palmeiras em 2016.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*