Fisiologista do Vitória admite preocupação com nível dos atletas após paralisação

"Estamos monitorando todos os nossos atletas", disse

Fotos: Letícia Martins / ECVitória

Como anunciou o presidente Paulo Carneiro em decisão conjunta com todos os clubes da Série B, o Esporte Clube Vitória dará férias aos jogadores e funcionários a partir do dia 1º de abril. No entanto, o clube orienta os jogadores a continuarem fazendo atividades durante a quarentena. O procedimento será o mesmo adotado desde o início da paralisação do futebol brasileiro por conta da pandemia do coronavírus. O fisiologista Alexandre Dortas destacou que alguns atletas tem melhores condições de treino por ter espaço em casa ou gramado no condomínio, enquanto outros tem menos condições por morar em apartamentos pequenos, porém, garante que o clube oferece todo suporte.

 

“Nós vamos manter as orientações. Afinal, quando retornar das férias, a gente já volta no meio de uma competição. Então é importante que mantenha a forma. Estamos monitorando todos os nossos atletas, e boa parte deles está tendo condições de treinar. Uns com melhores condições porque têm espaço dentro de casa, gramado em casa, tem condomínios que são mais fáceis para as atividades. Outros com menos condições porque têm que fazer dentro dos apartamentos. Estamos oferecendo todo o suporte”, disse o fisiologista Alexandre Dortas.

A indefinição aumenta a preocupação da comissão técnica em relação ao retorno das atividades. Dortas frisou que o elenco não conseguirá estar em um nível de performance igual estavam antes da pausa, mas mantém o otimismo. “Lógico que não vão conseguir estar em um nível de performance que eles estavam quando pararam. Mas, pelo menos, minimizar as perdas. Vamos ter que permanecer (com as atividades) principalmente com os atletas que têm problemas com o peso e temos que fazer o possível para que eles cheguem mais magros”, justificou Dortas.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*