Frustrado, Roger assume responsabilidade com eliminação do Bahia

"A minha responsabilidade eu assumo toda", disse o treinador

Foto: Peter Leone/Ofotográfico/Folhapress

O Esporte Clube Bahia se despediu de forma precoce e frustrante da Copa do Brasil 2020 registrando a primeira ZEBRA do torneio nacional. Nesta quarta-feira, o time tricolor perdeu por 1 a 0 para o River-PI, no Estádio Albertão, em Teresina, e foi eliminado na primeira fase. Após a partida, em entrevista coletiva, o técnico Roger Machado admitiu a decepção e tristeza com a saída da competição e ressaltou que a partir de agora sabe que a pressão aumenta, principalmente pelo fato de no sábado já ter um BA-VI pela frente. O treinador assumiu a responsabilidade pela eliminação do Bahia e ressaltou que agora é um momento de reflexão.

 

“Decepção, tristeza, assim como o nosso torcedor. O futebol não é injusto. Nós criamos muito durante a partida, mas quem fez o gol foi o nosso adversário, no final do segundo tempo. Sair na primeira fase nos entristece muito. A partir de agora, a gente sabe que a pressão aumenta muito em cima do trabalho, dos jogadores. No final de semana, nós temos o Ba-Vi pela Copa do Nordeste. Naturalmente, com esse insucesso, nós não conseguimos transformar a boa atuação nos gols que precisávamos, a frustração de estar fora da Copa do Brasil na primeira fase. Decepcionante, fato. Agora é refletir, ser mais forte do que nunca, para continuar o trabalho.”

“Nós criamos muitas oportunidades, tanto no primeiro como no segundo tempo. O adversário frequentou pouco a nossa área. Mas foi numa jogada de bola parada que nós tomamos um gol, que decretou nossa eliminação. O que me frustra, e que eu tenho certeza que frustra o torcedor, não foi o número de gols que perdemos, porque nós construímos. Nós fizemos um bom jogo, criamos oportunidades. Não fomos felizes hoje em concretizá-las em gols. A gente pode apontar seis ou sete oportunidades claras que a gente não conseguiu, de fato, acertar a baliza e concretizar uma vantagem que nos daria mais tranquilidade.”

O orçamento de 2020 previa alcançar pelo menos a terceira fase, o que renderia quase R$ 6 milhões. Como foi eliminado, deixou de embolsar R$ 1,3 milhão e se despede com pouco mais de R$ 1,1 milhão na conta pela participação na primeira fase. “Peso da derrota é grande. Mais do que a derrota, é a eliminação, ficar fora deste torneio, que o clube projetava muito, idealizava muito, como todos os outros anos. Sair de forma precoce nos entristece, decepciona, decepciona o torcedor. Agora temos que encarar as consequências dessa eliminação, se reerguer, estar mais forte do que nunca, não apontar os culpados, os responsáveis. O responsável maior é o treinador. A minha responsabilidade eu assumo toda, para que os atletas possam trabalhar. Mas este momento é de reflexão e tristeza, pela eliminação precoce na Copa do Brasil”, lamentou Roger Machado.

 

Comentários:

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*