“Tive poucas oportunidades no Bahia. Quando tive, rendi”, diz Rogério

Rogério foi apresentado nesta segunda-feira com a camisa do Vozão

Foto: Germana Pinheiro/ O POVO CBN

Contratado junto ao Sport-PE no início de 2019 pelo Esporte Clube Bahia, o atacante Rogério não vingou no tricolor baiano. Em 26 jogos disputados (6 como titular), marcou apenas 2 gols (no empate em 1 a 1 contra Bahia de Feira pela final do Baianão e no triunfo sobre o Corinthians por 3 a 2 na estreia da Série A), futebol bem abaixo daquele que apresentou em outras equipes quando foi apelidado de “Neymar do Nordeste”. O pouco tempo em campo se reflete também nas lesões sofridas pelo jogador. No entanto, agora o atleta está de casa nova e nesta segunda-feira foi apresentado oficialmente como reforço do Ceará, onde ficará até maio de 2021. Na primeira entrevista, o atacante falou sobre a passagem pelo Esquadrão, alegou poucas oportunidades e segundo ele, quando teve, rendeu o esperado. Porém, admitiu que sofreu com as lesões e espera mudar isso no Vovô.

 

“A gente tem que trabalhar, sofrer nos treinos, para no jogo, quando aparecer oportunidades, a gente fazer. Sempre fui batalhador, procurei meu espaço. Acho que a gente vai aprendendo com o tempo. Algumas lesões me atrapalharam, mas tô cuidando bem agora que cheguei e graças a Deus tô tratando bem para não acontecer mais. Acho que no Bahia tive poucas oportunidades. Quando tive, rendi. Mas vou trabalhar (no Ceará). Já falei com o preparador para a gente fazer um trabalho a mais. Minha meta é fazer gols. Quando aparecer a chance, fazer gols”, destacou.

“Agradeço a torcida [do Ceará] pelo carinho. Quando soube que iria ser contratado, a torcida me apoiou, mandou várias mensagens, mostrando carinho. É fundamental para o jogador para dar o pontapé inicial. Espero fazer um ano produtivo, ter oportunidades, buscar meu espaço no dia-a-dia e trabalhar para conquistar o espaço aos poucos.”, finalizou.

Rogério tem 29 anos e iniciou a carreira no Porto-PE. O atacante acumula passagens ainda por Central, Náutico, Botafogo, Vitória e São Paulo. Ele também defendeu o Al Dhafra, dos Emirados Árabes Unidos. Rogério se destacou pelo Leão na Série B de 2015, marcado 10 gols em 27 jogos pela equipe e atraindo o interesse do São Paulo que adquiriu os seus direitos junto ao Náutico. O atacante foi contratado pelo Sport na temporada 2017 que pagou cerca de R$ 6 milhões ao São Paulo por 50% dos seus direitos econômicos – a maior contratação da história do clube pernambucano. Ao longo de sua passagem no Leão, Rogério disputou 122 partidas e anotou 21 gols.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*