São Paulo empresta goleiro Jean ao Atlético-GO até dezembro

Jean teve o contrato suspenso pelo São Paulo

Tentando retomar a carreira no futebol após ter sido preso durante as férias acusado de agredir a esposa nos Estados Unidos, e posteriormente foi solto da detenção sem pagamento de fiança após uma audiência em Orlando, o goleiro Jean foi emprestado pelo São Paulo ao Atlético-GO até o final da temporada e, inclusive, já está no Centro de Treinamentos do Dragão. O arqueiro de 24 anos teve seu contrato suspenso até dezembro pelo clube paulista que teria que pagar a multa caso decidisse rescindir o vínculo do atleta (que vai até o final de 2022) sem justa causa, decidindo então pela suspensão do contrato.

 

De acordo com Adson Batista, presidente do Atlético-GO, o jogador tem grande potencial e merece uma segunda chance. “É uma questão que não apoiamos, mas entendemos que é um grande atleta e que merece ter uma nova oportunidade na vida. Todos nós erramos, mas vamos dar o respaldo a ele. Queremos recuperar o ser humano, pois é um bom profissional. Confio nele tecnicamente. Ele sabe que não pode errar mais”, disse.

Revelado pelo Esporte Clube Bahia, Jean viveu seu melhor momento em 2017, quando disputou 56 jogos e fez parte do time campeão da Copa do Nordeste. Contratado pelo São Paulo na temporada seguinte, ele não conseguiu se firmar. Com a chegada de Tiago Volpi em 2019, Jean perdeu espaço de vez no Tricolor.

No Atlético-GO, o goleiro de 24 anos disputará posição principalmente com Maurício Kozlinski, um dos principais jogadores do elenco rubro-negro na campanha do acesso no ano passado.

Reveja a nota do São Paulo abaixo:

“O São Paulo Futebol Clube comunica que nesta quinta-feira (9) firmou a suspensão do contrato de trabalho do atleta Jean Paulo Fernandes Filho. O contrato permanecerá suspenso até 31 de dezembro de 2020, período durante o qual o atleta poderá exercer atividades por outras agremiações em condições já estipuladas. Caso o jogador não seja contratado por um outro clube durante este período, o São Paulo Futebol Clube poderá decidir pela rescisão de contrato ao final deste ano de suspensão.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*