Meia do Bahia volta a sofrer com lesão e terá que passar por cirurgia

Marco Antônio sofreu um estiramento em um ligamento do pé

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Nesta segunda-feira (27), o médico do Esporte Clube Bahia, Luiz Sapucaia concedeu entrevista ao programa de rádio do clube e falou sobre a situação do meia-atacante Marco Antônio, que não treinou na pré-temporada por causa de um estiramento em um ligamento do pé. De acordo com o Doutor, o jogador precisará passar por uma cirurgia e o tempo de recuperação é de 30 dias. A lesão é a mesma sofrida pelo atleta no fim do ano passado, porém, o tratamento conservador não surtiu efeito e a solução agora é um procedimento cirúrgico.

 

“Marco Antônio sofreu uma lesão no chute, e fez um estiramento do ligamento de lisfranc, que é um ligamento do pé, e persistiu com dor, tiramos ele do treino, fizemos um acompanhamento com cirurgião de pé e tornozelo, que optou por um tratamento de pé e tornozelo, que optou pelo tratamento conservador, e assim o fizemos. Esse ano, ao voltar aos treinamentos, ele voltou a sentir a mesma dor, e refizemos todos os exames, e optamos por fazer um tratamento cirúrgico, que é de reconstrução desse ligamento. É uma lesão pequena, mas que, em termos de dor, tem uma representatividade grande, a gente optou por operar.”, afirmou.

Natural de Belém do Pará, Marco Antonio Rosa Furtado Júnior tem 21 anos surgiu na base do Desportiva Paraense e chegou ao Esporte Clube Bahia por empréstimo para integrar o elenco sub-20 em 2016, ano em que atuou pela primeira vez no time profissional, no jogo contra a Juazeirense, pela Copa do Nordeste. Em 2017, foram duas partidas pela equipe principal, contra Fluminense de Feira e Juazeirense ambos pelo Campeonato Brasileiro.

Mas seu melhor momento foi no primeiro semestre de 2018, quando ganhou mais chances com Guto Ferreira e se firmou entre os titulares. Foram 21 jogos e 2 gols marcados, porém, quando vivia uma grande fase, foi atrapalhado por uma lesão e quando retornou não conseguiu mais recuperar seu espaço. Em 2019, voltou a ganhar algumas chances na reta final da Série A, mas novamente se lesionou e ficou de fora dos treinamentos na pré-temporada de 2020. No ano passado, jogou apenas 8 jogos e anotou um gol.

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. Esse DM do Bahia já passou da hora de fazer uma reformulação, já q ano a ano vem se modernizando e fazendo mudanças acho que deve ser o próximo passo, a impressão que passa é que é muito fraco, só vive lotado e aqueles q já tem histórico de lesão já virou hóspede permanente. Tá na hora de belintani fazer alguma coisa no DM e tbm nessa base q como vimos até pro time de trasição não tem jogador q serve, precisa contratar um time inteiro p o baiano, imagine p o principal,

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*