Cotado no Bahia, David rescinde com o Cruzeiro na Justiça e fica livre

David também foi sondado pelo Fortaleza a pedido de Rogério Ceni

Além do jovem volante Éderson de 20 anos, outro jogador do Cruzeiro que teve seu nome ligado ao Esporte Clube Bahia foi o atacante David, cria das divisões de base do Esporte Clube Vitória, onde se destacou antes de ser contratado pelo clube mineiro que desembolsou, com ajuda de um investidor, cerca de 2,5 milhões de euros (R$ 10 milhões aproximadamente) por 70% dos direitos econômicos. Na Raposa, não vingou e no início deste ano entrou com uma ação na Justiça do Trabalho cobrando cerca de R$ 1 milhão, valor referente ao atraso no pagamento de salários, FGTS e férias. O volante, por sua vez, cobra cerca de R$ 2,6 milhões em ação judicial movida contra o clube.

 

No dia 14 deste mês, a Justiça havia negado o pedido de rescisão, no entanto, em nova tentativa, o jogador recebeu uma liminar favorável, ao menos momentaneamente, e está livre no mercado para negociar com qualquer outro clube. A informação foi divulgada por Ocimar Bolicenho, diretor de futebol da Raposa, em entrevista à Rádio 98FM. Além do Bahia, o Fortaleza já demonstrou interesse em contar com David, a pedido do técnico Rogério Ceni, com quem trabalhou no ano passado na Toca da Raposa.

O empresário André Cury, que cuida da carreira de David, disse em contado ao Globoesporte que a liminar favorável ao jogador foi expedida na última sexta-feira, 17 de janeiro. O processo segue em segredo judicial. Com esta decisão judicial, David tem “passe livre” para assinar contrato de trabalho com outro clube, mesmo havendo uma audiência de conciliação entre as partes marcada para 11 de fevereiro. O Cruzeiro pode tentar caçar a liminar judicial, mas, neste momento e até que seja feito o julgamento definitivo da situação, o atacante está livre no mercado.

David foi contratado pelo Cruzeiro em janeiro de 2018, depois de se destacar com a camisa do Vitória. Com auxílio do fundo de investimentos do Banco BMG, o time celeste investiu cerca de R$ 10 milhões na contratação do atacante que atuou 71 jogos pelo time mineiro, marcando apenas quatro gols. Pelo Leão, ele atuou em 101 partidas, com 16 gols marcados, e foi bicampeão estadual 2016 e 2017. Em 2017, após ser eleito a revelação da Copa do Nordeste, o atacante também foi decisivo no Campeonato Brasileiro, com seis gols anotados. No Cruzeiro, ainda não vingou. Em 2018, marcou apenas um gol em 22 jogos. Em 2019, foram 48 jogos, com três gols, e muitas críticas por parte da torcida.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*