Contratado pela antiga gestão, Ramon vive indefinição no Cruzeiro

Ramon teve seu contrato encerrado com o Vitória no final de 2019

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press

Nesta quarta-feira, o zagueiro Ramon se apresentou ao Cruzeiro e treinou pela primeira vez com os novos companheiros, no entanto, sua permanência é incerta. O atleta, que defendia o Vitória desde 2014, assinou o pré-contrato com a Raposa em agosto do ano passado, com a antiga diretoria, antes da renúncia coletiva de Wagner Pires Sá e seus aliados. Com isso, clube e jogador vão se reunir na próxima sexta-feira (10) para definir o futuro do zagueiro. Em comunicado oficial, o clube informou que a atual diretoria está analisando a documentação da negociação e a decisão deverá sair após a reunião de sexta, com os representantes do jogador.

 

“O Cruzeiro Esporte Clube esclarece que o atleta Ramon, que até a última temporada defendia o Vitória, assinou um pré-contrato com o Cruzeiro em novembro de 2019, em negociação conduzida pela antiga gestão do Clube. O mês de dezembro é sempre um dos melhores para pequenos e grandes empreendedores e as vendas de Natal e fim de ano costumam dar uma boa aquecida na economia do país. Dessa forma, a atual diretoria do Cruzeiro está analisando a documentação e já tem uma reunião agendada com os representantes do atleta para esta sexta-feira.”, divulgou o Departamento de Comunicação do Cruzeiro Esporte Clube.

Entre altos e baixos na sua trajetória pelo Vitória, o jogador de 24 anos foi titular do time ao lado de Everton Sena e atuou 32 dos 38 jogos pelo rubro-negro na Série B, sendo peça importante na recuperação da equipe. Everton Sena também deixou o Vitória para disputar o Paulistão pelo Grêmio Novorizontino.

Natural de Feira de Santana (BA), Ramon foi revelado no Bahia de Feira e defendia o Esporte Clube Vitória desde 2014. Foi emprestado no primeiro semestre de 2017 para o Maccabi Tel Aviv, de Israel, porém, fez apenas 3 jogos e retornou em 2017. Em 2019, Ramon disputou 41 partidas pelo Vitória, entre Série B (32), Copa do Brasil (1), Campeonato Baiano (5) e Copa do Nordeste (3), e após altos e baixos, se firmou como titular ao lado de Everton Sena, sendo peça importante no time de Geninho. No total pelo Leão, foram 204 jogos e 4 gols marcados.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*