Cinco jogos abrem o Campeonato Baiano 2020 nesta quarta-feira

Bahia e Vitória irão utilizar times alternativos este ano

Começa nesta quarta-feira mais uma edição do Campeonato Baiano, o de número 116 ao longo da sua história que até certo tempo atrás era de fato bem contada. Hoje, infelizmente, trata-se de um autêntico elefante branco atrapalhando o calendário do futebol nacional que ainda resiste e insiste ao tempo, apenas para dar razão de ser às Federações Estaduais, que por seu turno, tem um peso político gigantesco nas engrenagens da Confederação Brasileira de Futebol. Além do mais, é um torneio que perdeu o charme, já não desperta interesse aos torcedores e por é isto deficitário batendo frontalmente com o chamado futebol profissionalizado, isto sem considerar o baixíssimo nível de competitividade, além de não ter rentabilidade. No entanto, é o que temos, e vamos prestigiar por reconhecermos que os clubes do Interior do Estado também fazem parte da história do futebol da Bahia e precisam existir ainda com todas as dificuldades pela falta de apoio e recursos.

 

Pelo menos este ano, Bahia e Vitória prometem dá o peso que realmente tem o torneio da Federação Bahiana de Futebol quando de forma inteligente prometem utilizar jogadores do SUB-23 em todo o Campeonato. Se confirmado a medida  ainda que tenha lá minhas dúvidas), vai oferecer um equilíbrio a competição e abrir espaço agora com certa equivalência para os clubes do interior brigarem de igual para igual pelo título, enquanto Bahia e Vitória através de jogadores jovens buscarem revelar atletas para o time de cima, enquanto isto, reúne todo o seu poderio para as disputas da Copa da Nordeste que acontecerá simultaneamente.

O Campeonato Baiano ideal seria um clube do interior conquistando o título gerando como consequência, prestígio e visibilidade e na outra ponta, Bahia e Vitória experimentando novos valores e colhendo frutos para as competições nacionais, este seria sim seria a receita perfeita para o cansado Campeonato Baiano. Eu particularmente como torcedor do Bahia, honestamente já não sinto orgulho em conquistar o Baianão, até porque, o maior rival, o Esporte Clube Vitória, já deixou de ser um adversário à altura há algum tempo.

Vale lembrar que o Estadual é também um torneio classificatório para o Campeonato Brasileiro da Série D, além de dar três vagas na Copa do Nordeste (sendo duas para a dupla Ba-Vi) e três na Copa do Brasil. O Campeonato Baiano 2020 conta com 10 equipes: Atlético de Alagoinhas, Jacobina, Jacuipense, Juazeirense, Vitória da Conquista, Doce Mel, Esporte Clube Bahia, Bahia de Feira, Fluminense de Feira e o Esporte Clube Vitória.

O Campeonato Baiano repete a fórmula pelo seu terceiro ano consecutivo. Os dez clubes vão disputar a primeira fase em pontos corridos e todos se enfrentam em turno único. Os quatro primeiros colocados avançam para a semifinal e, posteriormente, final, ambas em formato mata-mata, com partidas em ida e volta. O último é rebaixado para a Série B do ano seguinte. Nas semifinais e na final, as equipes de melhor campanha geral têm a vantagem de fazer o jogo de volta em casa. Em caso de igualdade no saldo de gols, a decisão vai para os pênaltis.

JOGOS DA 1ª RODADA – BAIANÃO

QUARTA-FEIRA, 22/01
19h30 – Vitória x Jacobina
20h30 – Bahia de Feira x Doce Mel
20h30 – Atlético de Alagoinhas x Fluminense de Feira
20h30 – Vitória da Conquista x Jacuipense
21h30 – Juazeirense x Bahia

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*