Após protestos da torcida, Ceará desiste de contratar o goleiro Jean

Goleiro do São Paulo era alvo do clube cearense para 2020

O interesse do Ceará em contratar o goleiro Jean parece ter morrido antes mesmo de chegar no berço. De acordo com o portal UOL, o clube cearense recuou e desistiu da contratação após a repercussão negativa e os protestos da torcida que, inclusive, com a hashtag #JeanNoCearáNão e um encontro marcado para esta terça-feira (07) às 16h, na sede do clube, para protestar contra a contratação do arqueiro que foi preso em dezembro nos Estados Unidos após agredir a esposa, Milena Bemfica, e depois solto sem pagar fiança. Após o ocorrido, o São Paulo se posicionou repudiando a atitude do atleta e afirmando que tomaria as medidas cabíveis após o fim das férias.

 

A ideia do São Paulo é rescindir o contrato alegando justa causa, porém, só o fará se tiver aval jurídico, afinal, se assim não for, teria que pagar parte dos salários do jogador até o final do contrato, que encerra em 2022. Uma opção para o clube paulista seria emprestar Jean com o Ceará (ou outra agremiação) pagando os salários. O elenco do São Paulo se reapresenta na próxima quarta-feira (8) e o clube deverá tomar a decisão.

Os torcedores alegaram que a contratação de Jean seria um ‘desrespeito às mulheres e à história do Ceará’. “É simplesmente inaceitável esse Jean ser contratado. Me sinto desrespeitada como mulher e torcedora desse clube”, postou uma torcedora. Jean foi solto no dia 19 de dezembro de 2019, após ter sido preso acusado de agressão pela mulher, Milena Bemfica. O casal passava férias na Flórida, nos Estados Unidos, quando a polícia americana foi acionada por funcionários do hotel, como informou o boletim de ocorrência divulgado pela Justiça americana.

Veja alguns dos comentários:

“a mulher dele não acabou com a carreira dele, nós não acabamos com a carreira dele, ELE acabou com a própria carreira quando foi covarde e não só levantou a mão contra uma mulher como agrediu ela! quem passa pano pra agressor, é cúmplice do feminicídio também. #JeanNoCearaNão”

“Recomeço”, “reaproximar clube e torcida”. Aí faz marca nova, a torcida adere, e como resposta o clube DE NOVO traz um atleta com histórico de agressão a mulher, desrespeitando a vontade da torcida que o clube disse que queria se reaproximar. Isso é nojento! #JeanNoCearáNÃO”

“E aqui estamos nós pela terceira vez fazendo campanha para que o @CearaSC não contrate um cara acusado de agredir a companheira. Mais uma vez o clube mostra o quanto não está disposto a ouvir sua torcida e o quanto é desrespeitoso com as torcedoras alvinegras. #JeanNoCearáNão”

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*