Presidente do Santos estipula preço para negociar Jean Mota

Bahia teve uma proposta de R$ 5 milhões recusada pelo Peixe

O Esporte Clube Bahia voltou a tentar contratar o meia Jean Mota, desta vez de forma definitiva oferecendo ao Santos a quantia de R$ 5 milhões, no entanto, a proposta foi recusada pelo presidente José Carlos Peres, que aguarda uma proposta do futebol europeu e estipulou um preço para negociar o jogador nesta janela internacional de transferências. O mandatário quer 3,5 milhões de euros (R$ 16 mi) para o exterior, enquanto para o mercado nacional, o valor pedido é de R$ 10 milhões. O Peixe possui 80% dos direitos econômicos do meia.

 

No início de 2019, o Bahia chegou a encaminhar um empréstimo, mas o técnico Jorge Sampaoli barrou a saída do jogador que acabou se destacando no primeiro semestre, sendo artilheiro no Paulistão, mas no segundo semestre caiu de produção e terminou o ano como reserva. De férias em Dubai, o atleta afirmou que deseja permanecer no Santos em 2020. “Tenho contrato de três anos, meu foco é ficar no Santos. Deixo para diretoria e empresário. Se acharem que não devo continuar, que não contam comigo, vou procurar outro lugar. Mas ninguém falou comigo até agora, então minha ideia é ficar no Santos”, disse Jean.

Natural de São Paulo, Jean Mota, de 26 anos, surgiu na Portuguesa ainda jovem e tratado como uma grande promessa. Foi negociado com o Fortaleza em 2015 e após se destacar marcando 6 gols em 28 jogos, foi contratado pelo Santos em 2016. Na primeira temporada, marcou 2 gols em 23 jogos pelo time principal. Em 2017, foram 44 jogos e 1 gol. Já na temporada 2018, entrou em campo 42 vezes e anotou 2 tentos e 2 assistências. Esse ano, são 10 gols em 50 jogos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*