Clube japonês prepara oferta e Edigar Junio não deve voltar ao Bahia

Edigar Junio está emprestado ao Yokohama Marinos até o final deste ano

Foto: Divulgação/Yokohama Marinos

Emprestado ao Yokohama Marinos até o final de 2019, o atacante Edigar Junio não deve retornar ao Esporte Clube Bahia em 2020. Segundo informação de Cáscio Cardoso, comentarista esportivo da Rádio Sociedade da Bahia, o clube japonês tem interesse na permanência do jogador e vai formalizar a proposta para ficar em definitivo com o atleta que no momento se recupera de lesão. O desejo de Edigar é também de permanecer no Japão. Antes de se lesionar, o atacante marcou 11 gols em 16 jogos na J. League. O meia Régis e o volante Yuri, emprestados a Corinthians e Tochigi-JAP, respectivamente, também têm contrato encerrando no final deste mês, mas ainda com futuro incerto.

 

Edigar Junio chegou ao Bahia em 2016 e ajudou a reconduzir o Esquadrão de volta à Série A, marcando 16 gols em 47 jogos naquela temporada. Em 2017, jogou 40 partidas e marcou 15 tentos, um deles na final da Copa do Nordeste no triunfo por 1 x 0 sobre o Sport-PE que decretou o tricampeonato do nordeste, e 12 na Série A, em que foi artilheiro do time. Em 2018, balançou as redes 13 vezes em 54 jogos, sendo campeão baiano. No total, chegou a marca de 44 gols em 141 pelo clube nas três temporadas, ficando perto de superar o atacante Zé Carlos, bicampeão brasileiro em 1988 e com 50 gols na conta, além do centroavante Robgol, com 53 gols e Marito, ex-ponta e herói do título de 1959, com 60 gols.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*