Após sonhar com volta ao Bahia, Nonato acerta com o Vitória da Conquista

Presidente do Bode confirmou o acerto com o centroavante

Após deixar claro o desejo de voltar a vestir a camisa do Esporte Clube Bahia para encerrar a carreira no clube onde se tornou ídolo, o centroavante Nonato, de 40 anos, acertou o seu retorno ao futebol baiano em 2020, porém, para defender o Vitória da Conquista. O anúncio foi feito pelo presidente do Bode, Ederlane Amorim, que celebrou a chegada do artilheiro para disputa do Campeonato Baiano 2020. Nonato é o maior goleador do Esquadrão no século XXI e sétimo maior artilheiro do clube com 125 gols marcados. Sua última passagem pelo Tricolor Baiano foi em 2007.

 

“Foram dias de negociação, o esforço foi grande, até entrarmos em um acordo. A chegada de Nonato fortalecerá nosso setor ofensivo, ele é um artilheiro nato, além de ser um grande nome do futebol brasileiro. Esperamos que nosso torcedor continue nos apoiando e que consigamos lutar pelo título estadual”, disse o presidente do Vitória da Conquista, Ederlane Amorim.

Nonato foi descoberto pelo observador técnico do Bahia na época, Juracy Garrido, atuando na base do Tuna Luso. Impressionado com a capacidade que o jovem atacante tinha para marcar gols, trouxe ele para o Esquadrão. Não demorou muito para perceberem que aquele jovem atleta seria um grande atacante no futuro. As boas atuações no time júnior fizeram com que a torcida cobrasse sua presença no time principal. Quando foi promovido, não demorou muito para deslanchar, sendo decisivo nos títulos da Copa do Nordeste em 2001 e 2002, além do Baianão de 1999 e 2001. Foi vice-artilheiro do Copa do Nordeste de 2002, com 12 gols, e artilheiro da Copa do Brasil de 2003, marcando 09 gols.

Depois de sua saída do Bahia, Nonato teve duas excelentes temporadas na Coreia do Sul, onde foi artilheiro pelo Daegu FC e FC Seoul. Retornou ao Brasil para defender o Goiás e após uma breve passagem pelo Fortaleza, acertou sua volta ao Bahia, em 2007, participando do momento mais difícil da história do clube: no segundo ano na Série C. Ao todo, marcou 19 gols somente naquele ano e ajudou o Tricolor a subir de divisão. Nonato tem apenas três gols a menos do que o sexto maior artilheiro do Bahia, Marcelo Ramos.

Nos últimos anos, o atacante atuou com frequência por clubes do futebol de Goiânia, inclusive se destacando na Copa do Brasil de 2018, quando marcou o gol da Aparecidense que eliminou o Botafogo. Em 2018, foram 24 gols marcados (sendo 15 com a camisa da Aparecidense e mais 9 pelo Goianésia). Em 2019, o centroavante marcou três gols no Goiano.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*