Após recusa de Cerri, Palmeiras vai anunciar ex-diretor da dupla Ba-Vi

Anderson Barros pediu desligamento do Botafogo nesta terça-feira

Após receber um “não” de Diego Cerri que decidiu permanecer no Esporte Clube Bahia, o Palmeiras está muito próximo de anunciar seu novo diretor de futebol. Trata-se de Anderson Barros, que estava no Botafogo, mas se reuniu com o presidente do Fogão, Nelson Mufarrej, e pediu demissão do cargo na noite desta terça-feira e já viajou para São Paulo. A informação foi dada pelo site “FogãoNet”. O anúncio da saída surgiu horas após ter seu nome ventilado no Verdão que trabalha para anunciar o substituto de Alexandre Mattos, para depois oficializar o novo treinador, que provavelmente será Jorge Sampaoli, que também pediu desligamento do Santos.

Anderson Barros chegou ao Alvinegro em 2018, justamente quando Nelson Mufarrej assumiu a presidência, acumulando sua segunda passagem na equipe. Apesar dos resultados irregulares dentro de campo, como as precoces eliminações na Copa do Brasil para Aparecidense, em 2018, e Juventude, na atual temporada, o diretor de futebol foi uma figura importante nos bastidores e estava garantido ao menos até o final do Campeonato carioca.

O diretor de futebol foi um dos responsáveis por manter o foco dos jogadores no campo e bola, mesmo com todos os problemas de salários atrasados. Figura recorrente no Estádio Nilton Santos, o dirigente era o maior elo entre o elenco e a diretoria e, por isto, tinha a confiança de praticamente todos os atletas. Além do Botafogo, Anderson trabalhou no futebol baiano, com passagens por Bahia e Vitória, além também de Flamengo e Figueirense.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*