Negociações, declarações inoportunas, racha no elenco: O que aconteceu com o Bahia?

EC BAHIA: QUALQUER UM NOS VENCE EM VIBRAÇÃO?!

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Como sempre faço, acompanhei o Esquadrão no domingo, cheio de desconfiança sobre a péssima fase vivida em campo, lembrando do nosso hino na parte que diz: NINGUÉM NOS VENCE EM VIBRAÇÃO!!!!! Não é admissível se tomar dois gols em dois minutos, isso mesmo, em 2 minutos o Bahia tomou dois gols, apático em campo, do mesmo modo que esteve o segundo turno inteiro. Mais uma vez reitero, no segundo turno inteiro o campeonato se dispôs para que o Bahia fizesse história, a tabela e o título do Flamengo além da quinta posição do Athletico-PR tornou o G6 em G8, e mesmo tomando pancada durante todo o segundo turno, até o jogo contra o Goiás ainda era palpável sim lutar por algo maior.

 

Como é possível a mesma equipe, os mesmos jogadores e mesma comissão técnica ter um declínio técnico tão acentuado contra equipes em que já havia jogado no primeiro turno de maneira competitiva e por vezes com latente superioridade? Dessa queda surgem várias indagações, teorias da conspiração e acusações fundadas e infundadas sobre o ano de 2019, que foi jogado no lixo pelos jogadores quando estes simplesmente deixaram de entrar em campo e começaram a apanhar como nunca contra times inexpressivos inclusive dentro de casa.

Ficou claro que os jogadores não estão mais comprando a ideia de Roger Machado, sabe-se lá porque, mas sempre tenho para mim que quem quer derrubar técnico é o jogador e eles sabem como ninguém fazer isso e fizeram para quem quisesse ver. Negociações, declarações inoportunas dentre outros fatos que ocorreram nesse segundo turno precisam ser explicados a nós torcedores de forma oficial, pois ninguém aqui é bobo para não perceber que existe um racha no elenco, que claramente alguma coisa está acontecendo e nós não estamos sabendo.

Temos o direito de saber, vestimos nossa camisa tricolor com orgulho, nos dedicamos a nossa paixão de corpo e alma, compramos a briga do time contra quem quer que seja e em qualquer lugar em que estivermos, por isso precisamos saber onde está a vibração do time, onde está a alma, onde está o futebol apresentado no primeiro turno, que inclusive ameaça a vaga na Copa Sul-americana, inclusive.

Com os salários em dias (salários polpudos inclusive), compromissos arcados pela diretoria e, mesmo assim, jogaram a toalha como se o Esquadrão não fosse nada. Não admitimos isso enquanto torcedores, pois não é só fato esportivo que está inserido nesse contexto, há uma questão de postura, de hombridade, de vergonha na cara de quem veste a camisa do Bahia a ser vista nesse processo.

Caso identifiquem o que está ocorrendo (creio que já sabem), que se faça a exclusão ou afastamento de quem deu azo a todo esse contexto, que puna exemplarmente os responsáveis e aponte com dedo em riste quem desrespeitou a instituição bicampeã nacional. Time que sempre contou com jogadores que tinham brio e não se contentavam em participar apenas dos campeonatos, mas tinha sede de ganhar, fome de títulos, coisa que não há no elenco atual.

A mentalidade pra 2020 tem que ser outra, o Bahia não é o que este elenco o fez, não é o maior do Nordeste a toa, não se pode mais aceitar esse contexto, de maneira alguma. Estão jogando fora um ano promissor por pura irresponsabilidade e falta de respeito com nosso clube.

Diego Campos, torcedor do Bahia e colaborador do Futebol Bahiano.

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*