Multado, lateral pede perdão e é reintegrado ao elenco do Atlético-MG

Guga fica a disposição para o jogo contra o Bahia, quarta-feira

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Vetado do jogo contra o Athletico-PR após divulgar um vídeo no Instagram comemorando o título do Flamengo na Copa Libertadores, no último sábado, o lateral-direito Guga foi multado pela diretoria do Atlético-MG e reintegrado ao elenco que se prepara para o duelo contra o Esporte Clube Bahia, quarta-feira, às 21h, na Arena Fonte Nova. Além da multa, o jogador pediu perdão à diretoria, aos companheiros e à torcida do Galo. Segundo o site Globoesporte, Guga chegou ao treino amparado por Cazares e Vinicius. Antes de dar início aos trabalhos, o técnico Vagner Mancini teve uma longa conversa com o elenco e deu a palavra para alguns jogadores. Victor e Luan também falaram na reunião e, cabisbaixo, Guga se pronunciou perante aos companheiros ganhando o apoio de todos.

 

“Fala, Massa! Estou vindo aqui para pedir perdão aos torcedores, à instituição Atlético e ao grupo. Vim aqui assumir meu erro. Estava em uma brincadeira entre amigos e familiares. Errei ao postar o vídeo. Sou muito grato ao Galo por tudo que vivi este ano. Cheguei à Seleção graças ao Galo. Fui muito bem recebido por todos vocês torcedores, sempre dei minha vida todos os dias aqui. Vou fazer de tudo para reverter essa situação e só posso fazer isso dentro de campo. Nada mais do que dar a minha vida, continuar dando a vida dentro de campo para voltar a dar alegria a vocês. Vim aqui para pedir perdão, desculpas. Sei que é difícil, mas farei de tudo para reverter isso”, declarou.

O diretor de futebol Rui Costa fez um pronunciamento sobre o caso. “O atleta tem 21 anos, já admitiu que errou e fez um pedido de desculpas muito sincero, o mesmo que ele fez na minha frente, com até mais emoção. Ele está muito impactado emocionalmente. Nosso papel aqui como representante do futebol é ser duro quando o jogador descumpre com as regras mínimas. Mas é um atleta de 21 anos que entende o que aconteceu e a única forma de reconstruir a relação com a torcida do Galo é em campo”, afirmou. “Por isso que, a partir de hoje, ele já retoma às atividades profissionais. É um ativo do clube, tem contrato longo. Ouvi várias especulações de que ele seria afastado, que o contrato seria rescindido. Evidentemente não se pode fazer isso. Ele é um ativo do clube. Foi através do Galo que ele chegou à seleção olímpica brasileira. Ou seja, ele cumpriu a punição imediata que é deixar de ir para o jogo. E mais do que isso, ele recebe uma carga de peso pelo ato que cometeu quando se torna pública a retirada dele do jogo. E ele será punido financeiramente, porque isso é praxe do clube, que detém uma cartilha. Isso irá acontecer”, completou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*