Bahia x Ceará: Tricolor no estágio de clube grande, o Ceará ainda não!

Bahia e Ceará sem enfrentam no Estádio de Pituaçu nesta segunda-feira

Adversário do Esporte Clube Bahia nesta segunda-feira, fechando os jogos da vigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, o Ceará assim como ano passado tem as naturais dificuldades de permanecer da 1ª divisão do Futebol Brasileiro. No ano passado, sofreu grande parte da competição nas últimas posições, no entanto, resistiu, brigou e ao final renovou a participação em décimo quinto lugar com 44 pontos, quatro acima do América-MG que abriu a lista dos rebaixados. Este ano, começou bem aplicando 4 x 0 no CSA, se manteve instável, porém, após o recesso da Copa América, caiu em um declínio técnico violento, acumulou uma sequência de diversas rodadas sem triunfo e por isto desembarcou em Salvador neste domingo inserido no Z4 após a inesperada vitória do Cruzeiro contra o Corinthians, em São Paulo.

 

A campanha fora de casa é típica dos clubes da região, fraca. Por outro lado, o Esporte Clube Bahia que este ano, contrariando quase TODA a história do Brasileiro da Série A, é que vem mudando essa realidade obtendo triunfos em cima dos considerados pesos-pesados, não apenas por UMA BOLA achada, um lance esporádico, sim, jogando melhor e voltando para casa repleto de méritos. Este ano sem dúvida, é o avanço mais significativo do técnico Roger Machado comandando da comissão técnica do Bahia. Acabou o medo! Acabou o perder de pouco ser considerado um resultado aceitável. O tricolor de aço, que se diga, ainda está em processo de reestruturação e se porta como time grande e não é por fruto ou mera obra do acaso que na hipótese desejada de um triunfo nesta segunda-feira pode se inserir no G4 em um campeonato que seu final já se avizinha.

Já o Ceará, ainda não chegou a este estágio. Chegará em breve, espero, por entender como fundamental que o NORDESTE seja representado na Serie A com a maior número de clubes possível. O time disputou 13 jogos longe de casa, conquistando apenas cinco pontos, tendo apenas uma vitória contra o Avaí, 2 empates e 10 derrotas, sendo o pior visitante da Série A, recebendo 19 gols e devolvendo apenas 9. Curiosamente das 10 derrotas do Ceará, todas foram apertadas, por um gol de diferencia e sem humilhações como no passado.

O técnico Adilson Batista sabe desta dificuldade e projeta um Ceará TRANCADO diante do Bahia ainda que precise dos três pontos para sair do Z4. Em entrevista publicada no site oficial do Ceará, o técnico falou sobre o assunto.

“Precisamos melhorar esse retrospecto. Alguns clubes tem um poderio muito forte como o Athletico Paranaense e ano passado, fora de casa, não vencia. Também havia esse questionamento. Para que você tenha seus objetivos cumpridos você precisa melhorar esse retrospecto. Esse é um dos objetivos, então foi uma proposta de jogo parecida com a contra o Grêmio e poderá ter a mesma contra o Bahia, mas o resultado precisa ser diferente”, disse.

Diante do próximo adversário, Bahia, Adílson Batista admitiu que deve fazer um jogo ao estilo do que já executou em algumas partidas. “Vamos encurtar os espaços, fazer as linhas andarem juntas, vencer os duelos individuais, coisa q tivemos dificuldades no primeiro tempo contra o Grêmio. Temos que entender o aspecto físico. Temos que ganhar os duelos, ser assertivos, combativo, ter personalidade, diminuir os espaços, setorizar no momento certo e jogar como já fizemos”

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Google

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*