‘Com Martín, sistema defensivo do Vitória ficou mais sólido’, diz Amadeu

Foto: Pietro Carpi / EC Vitória

Contratado pelo Esporte Clube Vitória em junho para assumir a camisa 1, sem dono os primeiros meses do ano quando vários goleiros foram testados (casos de João Gabriel, Caíque, Ronaldo, Lucas Arcanjo) e nenhum aprovado, Martín Rodríguez chegou e se firmou na posição. Até aqui, atuou em sete partidas pelo Leão e sofreu sete gols. Contra o Paraná, o arqueiro fez uma defesa providencial quando o jogo estava 0 a 0 contribuindo para a vitória do Leão por 2 a 0. As boas atuações renderam elogios do técnico Carlos Amadeu que destacou a solidez no sistema defensivo após a chegada do uruguaio.

“Gostaria de falar da posição. Goleiro é muito atípica. Os jogadores de linha estão acostumados a entrar e sair. Goleiro, não. Você escolhe um e fica. Quando você modifica muito, gera uma insegurança por parte do goleiro que saiu, daquele que está entrando, que sabe que, se falhar, pode sair, e consequentemente, de toda a equipe. É um cuidado que temos que ter. A chegada do Martín trouxe experiência, jogador com muitos jogos, uma tarimba. Ele trouxe um equilíbrio, uma serenidade. Coincidentemente, o sistema defensivo ficou mais sólido, então deu para ele se equilibrar. Quando a bola chega menos, a possibilidade de falhar ou tomar gols, diminui. O que estava acontecendo é que a bola chegava exageradamente, e aí a possibilidade de falhar ou tomar gols aumenta”, afirmou o treinador.

No domingo, o Esporte Clube Vitória enfrenta o CRB, ás 16h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL, esta que será a segunda partida do treinador Carlos Amadeu no comando do time na Série B, buscando a vitória para deixar a zona de rebaixamento. No momento, o Vitória é o 17º colocado com 14 pontos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*