Bahia perde a primeira com Roger Machado, mas avança na Copa do Brasil

Esquadrão eliminou o Londrina com o placar agregado de 5 x 2

Foto: Gustavo Oliveira / Londrina

O Londrina tinha nesta quinta-feira diante do Esporte Clube Bahia uma missão daquela tratada como quase impossível. Vencer o Tricolor por quatro de diferença para levar a decisão para os pênaltis no Estádio do Café. E até deu um susto nos tricolores ao marcar um gol aos 40 segundos de bola rolando, no entanto, no final das contas, o triunfo por 2 a 1 não foi suficiente para a equipe paranaense que se despediu da competição, enquanto o Esquadrão sofreu sua primeira derrota na ERA Roger Machado, mas se classificou para as oitavas de final com o placar agregado de 5 a 2. Até aqui, o treinador tinha somado três triunfos (CRB, Londrina e Bahia de Feira) e um empate (Bahia de Feira). No último domingo, foi campeão baiano.

Além da vaga entre os 16 melhores da Copa do Brasil, o Bahia embolsa mais R$ 2,5 milhões como premiação. Antes do Londrina, o Tricolor Baiano já havia eliminado Rio Branco-AC, Santa Cruz-RN e CRB. Lembrando que os cinco classificados da 4ª fase se juntam aos clubes já garantidos nas oitavas de final, casos de Cruzeiro, Athletico-PR, Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético-MG, Sampaio Corrêa, Paysandu e o Fortaleza.

 

Agora o Esporte Clube Bahia vira a chave e muda o seu foco para o Campeonato Brasileiro da Série A que começa no próximo final de semana. O Esquadrão estreia enfrentando o Corinthians, domingo (28), às 16h, na Arena Fonte Nova. Já o Londrina estreia no Brasileiro da Série B diante do CRB, também no domingo, às 16h, no Estádio Rei Pelé, em Alagoas.

Com as ausências de Moisés (suspenso), Elton (liberado para resolver problemas pessoais) e Lucas Fonseca (vetado pelo DM), o Bahia jogou com: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Xandão e Paulinho; Gregore e Douglas Augusto; Artur, Ramires (Flávio) e Arthur Caíke (Shaylon); Fernandão (Gilberto).

GOLS SÓ NO PRIMEIRO TEMPO

Londrina e Bahia fizeram um primeiro tempo de gols e muitas oportunidades para ambos ois lados. Antes do primeiro minuto de jogo, o Tubarão abriu o placar com Anderson Oliveira. O Esquadrão não sentiu o gol e partiu para tentar o empate, criando várias chances até marcar com Fernandão, que recebeu presente de Germano. O empate não desanimou o time paranaense, que pouco tempo depois conseguiu voltar a ficar na frente. Dagoberto sofreu pênalti de Artur e ele mesmo converteu. Se o primeiro tempo foi elétrico, o segundo caiu bastante de rendimento e não teve seu placar alterado.

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*