Técnico Vanderlei Luxemburgo manda recado duro ao filho de Jair Bolsonaro

Assim como aconteceu na morte da mulher do ex-presidente LULA, a senhora Marisa Letícia, com seu irmão Genival Inácio da Silva, onde transbordou ódio pelas Redes Sociais sempre em tons de comemorações, agora com a morte recente do neto de apenas sete anos do ex-presidente preso em Curitiba desde abril do ano passado, a dose se repetiu. Autorizado pela Justiça como garante a lei, LULA teve a chance de comparecer ao velório, e isto também foi motivo de críticas, deboche e, sobretudo de ódio em níveis bem ampliados ou sem qualquer tipo de compaixão.

Um dos críticos foi o Deputado pelo Rio de Janeiro, Eduardo Bolsonaro (aliás, antes é preciso lembrar que o menino morreu de meningite meningocócica uma doença que já foi um flagelo da época da ditadura militar, um regime do qual o pai do deputado serviu).

Segundo o deputado, Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum. Quando o parente de outro preso morrer ele também será escoltado pela PF para o enterro? Absurdo até se cogitar isso, só deixa o larápio em voga posando de coitado. Visivelmente chocado neste domingo técnico Vanderlei Luxemburgo mandou um recado ao deputado Eduardo Bolsonaro.

Nenhum viés político, partidário, ideologia, esquerda ou direita. Aqui está falando um avô. Só quem é avô sabe a dor de um avô quando perde um neto. Ou alguém perde alguém da família pra baixo. A sua fala foi inoportuna e oportunista” diz o técnico no vídeo

Veja o recado abaixo



Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*