Provável titular, cria da base do Bahia busca o 1º gol pela Juazeirense

Jacó será o substituto de Nino Guerreiro

Ainda sem balançar as redes pela Juazeirense, com cinco jogos (4 pelo Baiano e 1 pela Copa do Brasil), o atacante Jacó terá mais uma chance de desencantar na temporada diante do do Vitória da Conquista, domingo, às 16h, no estádio Lomanto Júnior. O jovem atleta será o substituto de Nino Guerreiro (suspenso) e formará a dupla de ataque com Gutavo Balotelli no duelo decisivo por uma vaga na semifinal da competição.

“Estou preparado. Quando eu não estava jogando sempre trabalhei forte para estar num bom ritmo e buscar minha melhora a cada dia. Se pintar a oportunidade estarei 100% preparado. Tive oportunidade de jogar os dois primeiros jogos como titular e a equipe não vivia um bom momento. Agora é outro time e sinto que os gols possam sair”, disse Jacó.

Com nove pontos, o Cancão é o sétimo colocado apenas um ponto atrás do Conquista, que fecha o G-4 com 10. O elenco finalizou nesta quinta (07) em Juazeiro a preparação para a partida e segue à noite para Conquista. Os atletas farão uma atividade mais leve na sexta e no sábado uma último treino com bola.



Natural de Campos (RJ), Carlos Alberto Guimaraes Filho, ou Jacó, começou na base do Bahia e foi promovido ao elenco profissional em 2015, entrando em campo 8 vezes e marcando 2 gols. Em 2016, revesou entre o Sub-20 e o time principal, até perder espaço e ser emprestado ao Cuiabá.

Rodou ainda por Fluminense de Feira (2016), CSA (2017), desembarcou na Bulgária em 2018 para defender o FK Oborishte. Não demorou muito por lá e voltou para vestir a camisa do Anapolina, marcando 4 gols em 15 jogos, sendo contratado pelo Goiás, onde não balançou as redes em 8 partidas pela equipe principal, mas pelo time Sub-23 anotou 1 em 5 jogos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*