Crise no Bahia: Líderes do elenco dão pronunciamento em entrevista coletiva

"Não temos racha entre os jogadores", disse Fernandão

Diante do momento turbulento, com a enorme pressão da torcida em cima da diretoria e em especial do presidente Guilherme Bellintani, clamando pela demissão do treinador Enderson Moreira, cinco jogadores tratados como líderes do elenco do Esporte Clube Bahia, vieram a público e fizeram um pronunciamento na tarde desta sexta-feira no que seria uma entrevista coletiva, realizada na sala de imprensa do Fazendão, porém, se tornou um discurso.

Estiveram presentes o goleiro Anderson, o zagueiro Lucas Fonseca, o volante Nílton e os atacantes Fernandão e Gilberto, este último vivendo um início de ano incrível com 12 gols em 13 jogos, que ajudam a “amenizar” o que poderia ser um cenário ainda pior. O camisa puxou a palavra na entrevista, pediu desculpa ao torcedor e pediu o apoio.

“Viemos hoje para pedir desculpa. Aquilo que falei após o jogo, chateado, não deveria falar. A torcida ficou chateada e eu peço desculpa. A maneira que eu falei não foi adequada. Precisamos do torcedor junto da gente. Nosso grupo tá unido. A gente está com a humildade de reconhecer os nossos erros. Deixamos a desejar, mas as coisas vão mudar”, disse o camisa 9 que passou a palavra para Fernandão. Veja abaixo.



Principal contratação para a temporada 2019, o ídolo Fernandão afirmou que não existe racha no elenco do Bahia e garante que o ano será abençoado.

“Não temos racha entre os jogadores. A gente confia no projeto do clube. Eu venho pedir o apoio. Tenho certeza que teremos um ano abençoado”, frisou Fernandão.

Um dos jogadores mais velhos no elenco, o zagueiro Lucas Fonseca também pediu apoio e disse que acredita na classificação no Campeonato Baiano.

“O que a gente está pedindo, nesse momento, é apoio. Não me lembro de uma crise aqui no Bahia que a torcida não nos ajudou a sair. A gente acredita na classificação. Vamos treinar forte hoje”, encerrou Fonseca.

Deixe seu comentário

4 Comentário

  1. Para torcida acreditar nessas palavras o time tem que correr dobrado em campo, demonstrar raça, disposição, disputar cada bola como se fosse um prato de comida, mas mesmo com esse apleo não apoiaria, deixaria ver se eles realmente estão com esse espírito pra aí sim apoiar, pq falar é muito fácil.

  2. DAS DUAS UMA OU AS DUAS ! RIRIRI, OU O TIME DO BAHIA É MAU TREINADO E OS JOGADORES NOVOS AINDA NÃO CONSEGUIRAM ASSIMILAR O “ESQUEMA TÁTICO” DO TREINADOR ! OU TEM JOGADORES SACANEANDO O TIME DENTRO DE CAMPO, PARA VER SE O DERRUBAM O TREINADOR !

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*