Meia do Bahia também era alvo do Grêmio, revela técnico do Corinthians

Carille monitora o meia do Bahia desde a época da Chape

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Em entrevista coletiva após a vitória do Corinthians sobre o Botafogo por 1 a 0, no último domingo, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista, o técnico Fábio Carille admitiu que a contratação do meia Régis, do Bahia, foi um pedido exclusivo seu, assim como aconteceu no ano passado quando ele comandava Al-Wehda, da Arábia Saudita. O jogador só não atuou por falta do registro e acabou retornando ao Brasil. O treinador corintiano também revelou que monitorava o atleta desde a época da Chapecoense e que outras equipes, além do Timão, estavam interessadas no jogador, uma delas o Grêmio de Renato Gaúcho.

“Pedido meu, pedido meu. Um jogador que vem sendo monitorado desde a Chapecoense. É um meia que chega na área. Eu tive a oportunidade de levá-lo para a Arábia, meia que chega, que finaliza. Eu sei que tinha outras equipes brigando por ele, um Grêmio era uma delas”, afirmou Carille.

O contrato de Régis com o Tricolor Baiano tem duração de mais dois anos. Segundo a diretoria do clube paulista, ele ainda depende de avaliações médicas de praxe para ser anunciado como 12º reforço para a temporada. Ele chega ao Corinthians para brigar por vaga com Jadson, Sornoza, Mateus Vital e Ángelo Araos. Até o momento chegaram Sornoza, Vagner Love, Ramiro, Júnior Urso, Mauro Boselli, Bruno Méndez, André Luis, Gustavo Silva (Mosquito), Manoel, Richard e Michel Macedo.



Em 117 partidas pelo Esquadrão, Régis marcou 23 gols. Ele chegou ao Bahia em 2016, emprestado pelo Sport-PE, após passagem apagada pelo Palmeiras. Na primeira temporada pelo tricolor, marcou 4 gols em 26 jogos. Em 2017, deslanchou e foi peça importante na conquista da Copa do Nordeste, marcando 13 gols em 49 jogos no ano. Acabou sendo envolvido na negociação pelo goleiro Jean e ficou em definitivo no Tricolor. Em 2018, manteve as boas atuações, atuando 43 vezes e marcando 6 gols, atraindo a atenção do Al-Wehda que pagou para ter o jogador por empréstimo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*