Lateral do Vitória revela que cogitou encerrar a carreira devido as lesões

"Não estou aqui no Vitória por acaso", desabafou

Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

No Esporte Clube Vitória desde 2017 quando chegou do Aqtobe, do Cazaquistão, o lateral-esquerdo Juninho nunca conseguiu emplacar uma sequência de partidas na equipe titular e, quando ‘ameaçou’ emplacar, foi atrapalhado pelas inúmeras lesões sofridas nos últimos dois anos. Em 2017, foram apenas 12 jogos. Na temporada passada, jogou 17 e marcou um gol. A última vez que entrou em campo foi no dia 25 de abril de 2018, no empate sem gols com o Corinthians, pela Copa do Brasil.

Esse ano, o jogador de 29 anos ainda não entrou em campo, no entanto, foi relacionado pela primeira vez no clássico BA-VI do último domingo, ficando no banco de reservas. Em entrevista ao Bahia Notícias, o jogador fez quase um desabafo e revelou que cogitou encerrar a carreira devido as inúmeras lesões. No entanto, o apoio da família, dos filhos e a fé em Deus foram importantes para não desistir de jogar futebol.

Leia abaixo



“Sempre fui muito dedicado em tudo o que eu faço. Quando eu tive a lesão me dediquei para me recuperar o mais rápido possível. A primeira situação que eu tive foi a hérnia. Mas antes de saber que eu tive a hérnia eu fiz um trabalho de fortalecimento muscular, pois a suspeita era de pubalgia. Aí perdi um mês 15 dias com esse trabalho de fortalecimento. Aí em seguida fiz a cirurgia da hérnia e fiquei mais três meses fora. E por último rompi o adutor. Foi uma sequência muito ruim. O jogador fica querendo ajudar o time de alguma maneira, mesmo machucado, seja indo no vestiário ou acompanhando os treinos. Pensei em desistir da minha carreira e conversei isso com minha família. Mas eu lutei muito para chegar onde estou hoje. Não estou aqui no Vitória por acaso. E essas coisas me fortalecem. A minha família, meus filhos e minha fé em Deus, que é muito grande. E sempre que quando eu pensei em desistir, essas pessoas que eu amo me deram forças para eu continuar a minha carreira”, disse.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*