E.C BAHIA: Um começo de ano fuleiro, mas cheio de expectativa!

O que merece destaque é a média de público na Fonte Nova

Foto: Felipe Oliveira

Fala, Nação Tricolor. Saudade gigante de falar com vocês. E vou aproveitar meu retorno pra falar, não só do vexame contra o Liverpool-URU, mas do Bahia 2019.

Primeiro é preciso parabenizar a diretoria. Manteve uma base do time de 2018, que teve um bom ano. Depois contratou mais que um time inteiro. Com grandes destaques, apostas e o ídolo Fernandão (foi mal, Uzêda 🙂 ) e o bom Arhur Caique, ex-Chape. Tudo certo, tudo muito bem planejado, mas vamos pro campo, porque é aí que a coisa complica.

Um início “rEdículo” contra o CRB que lutou pra não cair pra Série C. Depois, um empate sem gols, contra o Flu de Feira pelo Baianinho. Aí veio a sonora goleada na Juazeirense pelo Baianão. O maiúsculo triunfo diante do Santa Cruz, pelo Nordestão. A decepcionante derrota para o xará de Feira, em plena Fonte Nova. O novo empate diante de outro clube de Série B, onde só se salvou o golaço de bicicleta de Gilberto, pelo Nordestão. Outro empate diante do Atlético de Alagoinhas pelo baianinho e culminou com a derrota contra o Liverpool. Só pra constar, a galera tá falando baianinho quando perde ponto, e Baianão quando broca. Um erro Crasso.

Outro erro é ficar usando o time A, B, alternativo, quase A, misto, sub23… É BAHÊA, PORRA! Vestiu o manto, É BAHÊA! E tem de honrar suas cores e estrelas, no campo, como a gente honra quando veste nos babas onde tem BAVI.

Dito isso, vamos a alguns fatos.

O PLANEJAMENTO FOI BEM FEITO!

Rapaz, depende. Se planejamento bem feito é colocar time A ou B nas partidas, de acordo com o que foi definido previamente, então, sim. Mas um time que joga 8 partidas e só vence 2, sem enfrentar nenhum clube da elite do futebol nacional, a sua Divisão, não pode considerar que está tudo certo. Foram 4 empates e mais 2 derrotas. Se fosse um campeonato de pontos corridos, teríamos disputados 24 pontos e conquistados, 10. É muito pouco para um time como o Bahia.  



AH, ENTÃO TÁ TUDO ERRADO E NINGUÉM PRESTA!

Não, menos. O ano está só começando, os erros vão ser consertados, mas não posso admitir um treinador do meu time, numa coletiva de imprensa, tentar relativizar tanta incompetência com a desculpa de “o planejamento está sendo cumprido à risca”. 

HORA DE ACORDAR!

O time é bom (exceto Rogério) e temos tudo pra dar a volta por cima rápido. Enderson vacilou ontem, e feio. Todo mundo viu, na Fonte Nova, menos ele. O time pressionando com bolas aéreas, ele coloca Fernandão. Massa, agora temos alguém pra cabecear. Mas ele vai e tira os 2 caras que cruzavam pra área, Shaylon e Guilherme, ficando somente com os volantes Gregore e Douglas pra armar as jogadas pra os 4 atacantes. Rogério, Fernandão, Gilberto e Artur (que joga muito, mas parece que tá desesperado pra fazer um gol e tá errando todas as finalizações).

Enfim, é um começou com luz amarela, mas com grandes chances de melhorar. É preciso ter um pouco mais de calma antes de pedir o #ForaEnderson entoado ontem em algumas rádios, pelos torcedores. As coisas tendem a melhorar.

BORA BAÊA MINHA PORRA!

Ainda dá tempo de ser campeão do Campeonato Baiano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Sulameriacana, Série A, Libertadores e do Mundial Interclubes, como profetiza o profeta de São Caetano, mas é preciso começar a tirar a superioridade do papel e colocar ela em campo. Enderson, meu preto, se você disser: errei ao pedir o Rogério, a gente vai entender e até apoiar sua decisão de emprestar ele pro Galícia disputar a série b do Baiano, viu?

Mas  se tem uma coisa excelente, que merece destaque em 2019, é a média de público na Fonte Nova. Que os maus resultados do começo, não afaste a nossa Torcida! #BBMP

Axé!

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Mitch Brownlie Queensland

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*