Bahia completa 88 anos de vida e inicia 2019 com ótimas perspectivas

Bahia começa 2019 com ótimas perspectivas

Completado o primeiro ano da ERA Guilherme Bellintani, o Esporte Clube Bahia comemora nesta terça-feira 88 anos de fundação com ótimas perspectivas para o ano que ora se inicia. O clube passou um longo período vivenciando administrações nocivas aos seus reais interesses, no entanto, a partir de 2014 com a bendita intervenção que resultou nas eleições de Fernando Schmidt e Marcelo Sant’Ana, o clube ganhou um rumo, apanhou um prumo e entra no ano de 2019 ainda mais cheio de vida e com diversas janelas de horizontes verdejantes. Além disso, o Esquadrão vira o ano sem mudanças na direção, com a mesma comissão técnica e brevemente anunciando os primeiros reforços.

As metas para 2019 são: manter a supremacia do futebol baiano que é quase uma obrigação conquistando o seu 48º título do Campeonato Baiano e buscar o tetracampeonato da Copa do Nordeste, que bateu na trave em 2018. Nas Copas do Brasil e Sul-Americana, tentar ir mais longe do que foi em 2018, e quem sabe, alcançar o feito do Atlético-PR, atual campeão sulamericano. Por fim, ampliar e consolidar o NÃO sofrimento no Campeonato Brasileiro, pensando quem sabe em buscar uma vaga na Copa Libertadores.

Para festejar os 88 anos do Esporte Clube Bahia, finalizo o texto com uma mensagem dos amigos e tricolores Dalmo Carrera e Maurício Guimarães. 



“O Esporte Clube Bahia vai além do tom oficial de registros e marcas. O Bahia é um amalgama de visões, religiões, países e tantos mistérios que, até o ano novo, tem a marca desse clube. A Bahia, as cores da Bahia, o magistral hino do clube, todos fenômenos baianos que são Bahêa, como também o ano novo que invade de sonhos os tricolores é Bahia. O que o aniversariante então pediria para esse ano novo?

Uma das coisas que o tricolor, seu torcedor mais fanático, no bom sentido da palavra, pediria é que esse ano fosse da volta do Bahia a disputar uma Libertadores das Américas – sonhar alto sem parecer ridículo é um atributo para super-heróis, super-homens tricolores. Assim, o Bahia deve investir alto. Não pode o tricolor ser mero participante de um Campeonato Brasileiro. O Bahia deve ser o inferno dos outros.

Hoje, o tricolor de aço, em um misto de orgulho e fé, completa 88 anos de fundação, recolocando os pés em 2019 em uma autêntica cruzada em busca da manutenção da supremacia do Futebol Baiano, não tão somente isso, o tricolor, ainda no primeiro semestre, tem a tarefa de se consolidar como o clube de maior prestígio, maior torcida e de títulos nacionais e regionais da região nordestina, tentando obter o tetracampeonato da Copa do Nordeste, como também buscar o 48º título baiano, além de boas campanhas na Copa do Brasil, Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.

Os obstáculos serão enormes, como enormes são a fé e a esperança do torcedor tricolor, que o ano novo traga, além de luz, também a energia necessária para que o clube mais querido e respeitado do Estado siga, em passos largos e em firmes propósitos, rumo a novas conquistas

Parabéns, Esporte Clube Bahia”

Deixe seu comentário