E.C Bahia: Bellintani comenta assédio à Ramires e venda de Zé Rafael

Ramires está dentro do planejamento para 2019

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Com a venda de Zé Rafael, negociado para o Palmeiras na maior transação da história do Esporte Clube Bahia, a diretoria tricolor precisará ir ao mercado em busca de um substituto à altura. O Tricolor Baiano recebeu R$ 14,5 milhões por 70% dos direitos econômicos, quantia que entra no orçamento de R$ 140 milhões previsto para a temporada 2019, segundo destacou o presidente Guilherme Bellintani.

“Esse dinheiro (venda de Zé Rafael) entra no orçamento de R$ 140 milhões. Grande parte desse dinheiro a gente recebe em 2019. Isso significa que compõe a lógica da venda de atletas”

Bellintani também comentou o assédio de clubes europeus no meia Ramires, de 18 anos, porém, o mandatário afirmou que não chegaram propostas oficiais, apenas especulação, e o jovem está no planejamento para 2019.

“Chegou nada. De fato, nada. Muita especulação, pouca efetividade. Hoje é jogador do clube, está dentro do planejamento para o ano que vem”



Em entrevista ao Globoesporte, o presidente Guilherme Bellintani apontou um número de contratações para 2019, segundo ele. Lembrando que até o momento o Bahia ainda não definiu as permanências de Gilberto, Vinícius, Douglas Grolli e Nilton.  Enquanto Allione, Bruno e Edson foram liberados e não permanecem.

“Temos mapeado. Mas antes vamos buscar definir as renovações de quem aqui está. A partir dessas definições, passamos a fortalecer novas contratações”, disse Bellintani.

Bahia deve contratar até doze reforços para a temporada 2019

Deixe seu comentário