Com bela mensagem, Vinícius se despede do Bahia e do torcedor tricolor

Vínculo do jogador encerra nesta segunda (31)

Fotos: Felipe Oliveira / EC Bahia

Através das redes sociais, mas agora com uma bela e emocionada mensagem na sua conta do Instagram, o meia Vinícius voltou a se despedir do Esporte Clube Bahia e do torcedor tricolor na tarde desta segunda-feira (31), quando se encerra o vínculo do jogador com o Esquadrão. A partir de terça, ele estará livre para assinar com qualquer outro clube, ainda que seu desejo fosse permanecer. Um possível destino é o Fluminense, mas até o momento apenas algo especulativo.

“Esporte Clube Bahia, o que dizer em um momento desse? Tão rápido e intenso? Mas verdadeiro e recíproco. Já não sou bom em despedida e, tenho que confessar que, desta vez está sendo ainda mais difícil. Vivo intensamente as oportunidades que a vida me dá e o Bahia foi mais uma grande oportunidade que Deus me concedeu. Antes de mais nada, queria agradecer a diretoria, os presidentes, e os treinadores por terem acreditado e confiado em mim e por terem me feito ainda mais homem, profissional e atleta. Por esta torcida louca, apaixonada e imensa, ter feito eu me sentir um jogador importante na história do clube. Hoje me despeço de vocês torcedores, de vocês amigos jogadores, amigos do clube e amigos de Salvador. Saio com a cabeça erguida e feliz. Obrigado por tudo Nação Tricolor. Deus sabe de tudo e que nunca seja um adeus e, sim, um até logo. Beijos família BBMP Ass: Vinícius 29”, escreveu.



Um dos destaques do Bahia na conquista do Campeonato Baiano, Vinícius caiu de rendimento no Brasileiro, virou reserva e perdeu espaço com a promoção do jovem Ramires. Ainda assim, foi o vice-artilheiro do time no ano com 12 gols em 60 jogos, atrás de Zé Rafael e Edigar Junio (ambos com 13), e também o líder de assistências do tricolor em 2018.

O jogador chegou ao Bahia em meados de 2017 após ficar seis meses sem jogar por causa de um imbróglio com o Atlético-PR. No total, jogou 88 partidas, marcou 15 gols e deu 12 assistências para gol.

Após o Estadual, o meia ficou perto de renovar o seu contrato, mas as negociações – que estavam avançadas – congelaram com a demissão do técnico Guto Ferreira. O empresário manifestou diversas vezes o desejo do atleta de permanecer, mas a diretoria não se interessou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*