River x Boca: Após acordo, Conmebol adia final da Copa Libertadores

Foto: Victor Canedo

Após adiar em 1 hora e por duas vezes a partida entre River Plate e Boca Juniors na tarde deste sábado (24) devido ao ataque ao ônibus do Boca, a Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) decidiu adiar a final da Copa Libertadores para este domingo, às 18h (de Brasília). O clima segue quente na Argentina. Fora do Estádio, muita confusão. Nas arquibancadas, pequenos tumultos também são vistos.

Segundo Alejandro Domínguez, presidente da entidade: “Os dois clubes não queriam jogar, chegaram a conclusão que não podiam jogar ali nesse momento, então houve um acordo de cavaleiros. Foi confirmado e assinado pelas três partes”.

Horas antes da partida, o ônibus que levava a delegação do Boca Juniors foi apedrejado por torcedores do River Plate na chegada ao Estádio Monumental de Núñez, na tarde deste sábado (24). A informação é da AFP. Imagens de televisão também mostraram o veículo entrando no estádio com vários vidros laterais quebrados.

Os torcedores do River também atacaram com gás de pimenta e os jogadores do Boca desceram do ônibus tossindo e com os olhos lacrimejando. O capitão do Boca, o volante Pablo Pérez, sofreu um pequeno ferimento no braço esquerdo e teve seus olhos atingidos por estilhaços dos vidros. Segundo a imprensa argentina, outros jogadores xeneizes teriam passado mal com os ataques, sobretudo pelo efeito dos gases, e podem ser levados ao hospital.

A primeira final, realizada na Bombonera, no último dia 11, terminou empatada por 2 a 2. Assim, o vencedor do segundo duelo garante a taça automaticamente. Como não há critério do gol fora de casa, uma nova igualdade leva a decisão para a prorrogação. Se o empate persistir, o ganhador será definido nos pênaltis.



Vídeo: Ônibus do Boca é apedrejado por torcedores do River antes da final

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*