Coritiba e time amador também lucram com venda de Zé Rafael, do Bahia

Bahia recebeu 14,5 milhões por 70% dos direitos

Em reunião que aconteceu na última quinta-feira (29) com as presenças dos presidentes das duas agremiações (Guilherme Bellintani, do Bahia, e Maurício Galiote, do Palmeiras), além dos diretores de futebol, Diego Cerri e Alexandre Mattos, foi batido o martelo quanto à venda do meia Zé Rafael que agora é jogador do Palmeiras, onde irá disputar Paulista, Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil em 2019.

A negociação rendeu R$ 14,5 milhões ao Bahia, que era dono de 70% dos direitos econômicos do jogador. O Coritiba, que detinha 30%, recebeu R$ 3 milhões e desse valor repassou R$ 1,2 milhão (40% da quantia) ao Trieste, time amador de Curitiba em que Zé Rafael teve uma passagem antes de se profissionalizar.

Zé Rafael chegou ao Bahia em 2017 depois de passagem pelo Londrina. Ele foi comprado pelo Esquadrão por R$ 500 mil, pagos ao Coritiba que havia emprestado o jogador ao time do Café. Ele assinou com o Palmeiras por cinco anos. Sua despedida deve acontecer no domingo, no estádio de Pituaçu, no duelo contra o Cruzeiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

NÚMEROS DO JOGADOR PELO BAHIA



Na primeira temporada, Zé Rafael jogou 60 partidas, marcou 5 gols e deu 6 assistências, sendo campeão da Copa do Nordeste. Em 2018, até aqui, foram 67 jogos, 13 gols marcados, e seis assistências conquistando o Campeonato Baiano. No total, pelo tricolor, o meia disputou 127 jogos, marcou 18 gols e deu 12 assistências.

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. chanson française

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*