Bahia perde para o Atlético-MG e não tem mais chance de Libertadores

Com resultado, Esquadrão não alcança mais o G-6

Foto: FELIPE CORREIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Mesmo jogando boa parte do segundo tempo com um homem a mais devido expulsão de Fábio Santos, o Esporte Clube Bahia não conseguiu furar o bloqueio do Atlético-MG e acabou sendo derrotado por 1 a 0 na noite deste sábado (17), no estádio Independência, em Belo Horizonte. Com três mudanças na defesa e sem Zé Rafael (poupado), o Tricolor Baiano se defendeu bem com os três volantes no 1º tempo, mas acabou sendo vazado no início da etapa final com Cazares e não teve mais reação para buscar ao menos um empate. Se vencesse, o time baiano ficaria há 3 pontos do G-6, mas o revés acaba com o sonho de pré-Libertadores.

A derrota para o Atlético Mineiro elimina as poucas chances que o Esquadrão ainda tinha de brigar por uma vaga na pré-Libertadores, já que fica há 9 pontos do G-6 e matematicamente é impossível alcançar a colocação pelo critério de triunfos, mesmo vencendo as três últimas partidas. Com este resultado, o Bahia se mantém com os mesmos 44 pontos na 10ª colocação, porém, até o complemento da rodada pode perder duas posições em caso de triunfos de Botafogo e Fluminense.

Com o triunfo, o Atlético-MG quebra um TABU de seis jogos sem vencer o Bahia. O último triunfo do Galo havia sido em 2013. De lá para cá, antes do duelo de hoje, foram 5 empates e 1 triunfo do Esquadrão. O próximo compromisso do time de Enderson Moreira é contra o Fluminense, na quinta-feira (22), às 20 horas (horário de Salvador), na Arena Fonte Nova, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Bahia jogou com: Douglas; Bruno, Tiago, Jackson (Allione) e Paulinho; Gregore, Flávio e Nilton (Vinícius); Élber, Ramires (Gilberto) e Edigar Junio. 

O JOGO



Atlético-MG e Bahia fizeram um primeiro tempo movimentado no Independência. Com a missão de se firmar no G-6, o Galo controlou o ritmo da partida e ameaçou principalmente com lances de bola parada. O zagueiro Leonardo Silva levou perigo na conclusão de escanteios, enquanto Cazares acertou a rede pelo lado de for ao cobrar falta com categoria. Mais conservador, naturalmente, o Bahia apostou na velocidade de Élber para puxar contra-ataques e conseguiu finalizar com Nilton e Paulinho, em chutes de fora da área, mas não criou nenhuma chance oportunidade.

No segundo tempo, o Atlético-MG conseguiu furar o bloqueio tricolor aos 6 minutos com um golaço de Cazares, porém, um minuto depois o Galo perdeu o lateral-esquerdo Fábio Santos, expulso após entrada dura em Élber. Com a superioridade numérica, Enderson colocou Allione, Gilberto e Vinícius, porém, mesmo jogando com um homem a mais desde os 7 minutos da etapa final e tentando pressionar, o Esquadrão não conseguiu furar a barreira do goleiro Victor.

Atlético-MG 1 x 0 Bahia: Veja o gol do meia Cazares no Independência

Deixe seu comentário