Vergonha: Bahia perde para o Grêmio e segue atolado no Z-4 da Série A

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Decepcionante e vergonhoso. Assim podemos definir o Esporte Clube Bahia neste domingo (03). Mesmo com o apoio do seu torcedor, que compareceu e apoiou, o previsível time do técnico Guto Ferreira perdeu por 2 a 0 para o Grêmio, em plena Arena Fonte Nova, único espaço onde ainda conseguia apresentar algo satisfatório e somar pontos, já que fora do seu cercado é inofensivo e não incomoda ninguém, porém, a equipe toda remexida, não foi eficiente e competente para traduzir o domínio em bola na rede e na defesa cometeu erros aproveitados pelo adversário.

Com mais um resultado negativo, o Bahia segue atolado na zona de rebaixamento, agora na 18ª posição com os mesmos 8 pontos. Além disso, vê sua invencibilidade na Fonte Nova ser quebrada. A equipe não perdia em Salvador desde o dia 18 de janeiro quando foi derrotado pelo Botafogo-PB, no primeiro jogo do ano, válido pela Copa do Nordeste.

Na próxima rodada rodada, o Bahia sai novamente do seu território e vai até Paraná, onde enfrenta no estádio Durival de Britto, às 20h de quinta-feira (7), o Paraná Clube, lanterna da Série com 3 pontos e ainda sem vencer. Lembrando que o Esquadrão ainda não venceu como visitante (4 jogos e 4 derrotas), nenhum gol marcado. Já o Grêmio recebe o Palmeiras na sua Arena, na quarta-feira.

O JOGO:



O Bahia entrou em campo desligado e aos 9 minutos já estava sendo vazado com Maicon convertendo pênalti cometido pelo afobado Lucas Fonseca em cima de Ramiro. Na cobrança, o volante parou no goleiro Douglas, porém teve a sorte da bola voltar redonda e no pé bom, só tendo o trabalho de tocar para a rede. O gol cedo atrapalhou o rumo do jogo para o Esquadrão que pressionou em busca do empate, mas nunca esteve perto do empate. Por outro lado, a equipe gremista, mesmo sem seus dois principais jogadores (Arthur e Luan) mostrou obediência tática e um toque de bola refinado, e só não aumentou porque Douglas não permitiu.

No segundo tempo, o Bahia passou boa parte do tempo no campo do Grêmio, porém, apesar do domínio e da maior posse de bola do Esquadrão, o goleiro Marcelo Grohe não fez uma defesa difícil. O técnico Guto Ferreira colocou em campo Vinícius, Flávio e Fernandinho (estreante), porém, nada que fosse capaz de mudar o cenário da partida. Aliás, no banco, além e Flávio e Fernandinho, tinham outros três atletas contratados para o time Sub-23: Fernando Castro (goleiro), Lepu (volante) e Ítalo (atacante). O Grêmio ainda aumentou com Thaciano nos minutos finais em contra-ataque rápido.

Deixe seu comentário