Caíque assume falhas e dispara: “Não tenho que ficar de conversinha”

Numa noite totalmente infeliz do goleiro Caíque, com dois frangos bizarros, o Esporte Clube Vitória foi espancado sem dó nem piedade pelo Sampaio Corrêa, pelo placar de 3 a 0, na noite desta quarta-feira (16), no estádio Castelão, em São Luís do Maranhão, pelo jogo da ida das quartas de final da Copa do Nordeste. Após o jogo, o arqueiro falou sobre as falhas, assumiu os erros e destacou que não adianta ficar de conversinha.

“Vida de jogador de futebol é isso. Tem que matar um leão por dia. Falhei e assumo meu erro. O que tenho que fazer agora é trabalhar. Já assumi meu erro e não tenho que ficar de conversinha. É trabalhar. […] No primeiro gol eu esperei a bola quicar e o campo estava encharcado… Não tem nada não. Errei e isso acontece. Vida de jogador é isso. Hoje eu fui infeliz. É levantar a cabeça e continuar trabalhando. Errei e pronto”, completou o arqueiro, em entrevista ao Esporte Interativo.




Com esse resultado, o Leão precisa vencer por QUATRO e sem levar gol no jogo de volta no Barradão para avançar de fase. Um novo 3 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Se por acaso o Sampaio fizer um golzinho, o Vitória precisará anotar cinco vezes, para termos uma ideia da situação delicada que se tornou a partida de volta para o time do técnico Vagner Mancini.

Sampaio Corrêa 3 x 0 Vitória: Veja os gols e melhores momentos!

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*