Técnico do Náutico aliviado após vencer o Bahia pela Copa do Nordeste

Uma derrota seria o fim de linha para o Náutico

Feliz, alegre, contente e, sobretudo aliviado, essa era a cara do técnico Roberto Fernandes após o triunfo do Náutico em cima do Bahia evitando o que seria o fim de linha para o time pernambucano na Copa do Nordeste. Após o jogo, o técnico não poupou elogios a sua equipe que manteve viva a esperança do Náutico de avançar às quartas de final da Copa do Nordeste.

“O time foi valente demais. Tiro o chapéu e dou os parabéns em público pela raça desse grupo e dessa molecada. Digo sempre que só com vontade não se chega às vitórias, mas sem ela não se chega a lugar nenhum. A força de vontade desse grupo é imensa. Hoje foi bonito de ver o que esses meninos fizeram para superar um adversário de Série A”, destacou o comandante timbu.

“Ainda é muito prematuro de falar que esse grupo está pronto. Mas o Náutico tem sido muito confiável em mata-matas. A equipe vem se credenciando para jogos desse tipo e as competições que vamos decidir a partir de agora são todas de mata-mata. Tem sido uma temporada de maturidade e as dificuldades que estamos enfrentando vem engrossando o couro desses meninos”, completou.

“O Bahia é um time muito qualificado e tem como um dos pontos fortes o meio de campo. E nós não poderíamos ter o mesmo número de jogadores nesse setor. Tínhamos que ter um a mais. Mas não apenas um jogador de marcação, mas que quando tivessem com a bola chegassem ao ataque. Por isso a opção pelo Wendel e pelo Jobson, que vinha treinando e se credenciando em busca de uma nova oportunidade. Além disso, ele tem também a questão da bola área, outro ponto forte do Bahia”, explicou.

Deixe seu comentário