Em jogo pegado, Bahia e Juazeirense empatam no Adauto Moraes

Bahia e Juazeirense volta a se encontrar no próximo domingo

Juazeirense e Bahia fizeram neste sábado um jogo com cara de semifinal de Campeonato Baiano e ainda que o gramado do Adauto Moraes não colabore, as duas equipes fizeram um jogo bem estudado, jogado e disputado, com o Cancão melhor nos primeiros 45 minutos e o Esquadrão mais incisivo na etapa final, porém, analisando o contexto geral, podemos dizer o time de Juazeiro chegou mais perto do triunfo, pelo que apresentou no 1º tempo e pelas oportunidades mais agudas criadas, dando trabalho ao Douglas e carimbando o travessão nos instantes finais.

No final das contas, um empate sem gols nos primeiros 90 dos 180 minutos, que acaba favorecendo o Tricolor Baiano, que leva para Salvador a vantagem de jogar por um empate para chegar na final do Campeonato Baiano, enquanto para a Juazeirense só o triunfo interessa.

Bahia e Juazeirense volta a se encontrar no próximo domingo (25), agora na Arena Fonte Nova, pelo jogo de volta e que definirá o classificado para final do Baianão. Porém, antes disso, tem outro jogo importante, contra o Altos-PI, na terça-feira (20), às 21h45, também em Salvador, pela 5ª rodada da Copa do Nordeste.

Antes de falar do baba, quero desejar um feliz aniversário para Landerson Tavares, de Candeias, torcedor fanático do Bahia e fã do Site Futebol Bahiano, que está completando hoje 25 anos de vida. Parabéns e Sucesso! 

O primeiro tempo no Adauto Moraes foi bastante pegado e disputado, como era de se esperar, e assim como no primeiro encontro entre as equipes, o Bahia com enorme dificuldade na criação e produzindo muito pouco pelo que se espera dele. O time da Juazeirense, por sua vez, bem focado em campo, tomando cuidado com a bola aérea adversária e dando trabalho ao goleiro Douglas – um dos destaques da etapa inicial com duas defesas – em chutes de Salatiel e Eron.

Preocupado com as investidas perigosas da Juazeirense, o técnico Guto Ferreira mudou o time para o segundo tempo, sacando Marco Antônio e colocando o volante Elton, para povoar mais o meio-campo e dá mais consistência ao time. Com outra postura, o Bahia melhorou e passou a dominar, inclusive, teve um gol anulado corretamente anotado por Kayke, que estava impedido. Além disso, desperdiçou outras oportunidades com Nino e Vinícius. E quase o ditado “quem não faz, toma” entrava em ação. O experiente goleador Sassá entrou no jogo e carimbou o travessão de Douglas, por muito pouco não decretou o triunfo do Cancão nos minutos finais.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*