Bahia vence o Náutico com direito a “CRÉU”, Lei do EX e Fim de Jejum

Esquadrão chegou aos 6 pontos e segue na caça ao líder Botafogo-PB

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após dias conturbados por conta do polêmico BA-VI do último domingo no estádio do Barradão, o Esporte Clube Bahia voltou à campo na noite desta quinta-feira, agora pela Copa do Nordeste na sua 3ª rodada, para enfrentar o Náutico. Sem sustos ou sobressaltos e de forma tranquila, o Esquadrão venceu pelo placar de 2 a 1, com gols anotados pelo meia Vinícius, um dos personagens do clássico, e pelo atacante Edigar Junio.

Após abrir 2 a 0, o Bahia se acomodou no segundo tempo e como é de praxe a defesa tricolor bateu cabeça e permitiu o gol de honra do Timbu – que quase não assustou nos 90 minutos – marcado por Clebinho aos 40 minutos. Ainda assim, o placar foi tímido e não refletiu o que foi o embate diante das inúmeras oportunidades criadas pelo Tricolor Baiano.

Com o resultado, o Bahia chegou aos 6 pontos, abrindo confortáveis 5 pontos do Náutico (3º) e Altos-PI (4º) – ambos com apenas 1 ponto e praticamente enterrados, porém, há 3 pontos do líder isolado com 100% de aproveitamento, o Botafogo-PB, que venceu todas as três partidas.

O próximo compromisso do Esquadrão é no domingo, às 16h, pelo Campeonato Baiano na sua 7ª rodada. O adversário será o Atlântico e novamente na Arena Fonte Nova. Na abertura do returno da Copa do Nordeste, o Bahia reencontra o Náutico, porém, agora pela 4ª rodada e na Arena Pernambuco, no dia 10 de março, um sábado, às 16 horas.

“CRÉU” E LEI DO EX

Na comemoração do gol, Vinícius repetiu a dancinha do “CRÉU” que fez no Barradão no último domingo e que gerou uma enorme confusão no clássico contra o Vitória. Os tricolores presentes na Fonte Nova aprovaram a comemoração e aproveitou para provocar o Vitória. O meia marcou o primeiro gol do tricolor aos 30 minutos, diante do seu ex-clube, o Náutico, onde atuou em 2014 e 2016. Este foi o seu QUARTO gol em 9 jogos pelo Esquadrão.

FIM DE JEJUM

UFA! O atacante Edigar Junio finalmente balançou as redes em 2018. Artilheiro do tricolor em 2017 com 15 gols em 40 jogos, o jogador ainda não havia marcado na atual temporada e vinha com apresentações apagadas. Foram 6 jogos e nada de bola na rede. No sétimo jogo, nesta quinta-feira, mandou a “ururubaca” embora e fez o segundo gol aos 18 minutos da etapa final que decretou o triunfo tricolor.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*