VÍDEO: Narrador critica Guto e ironiza: “Teve tratamento de Tite no Inter”

Pedro Ernesto também criticou postura do Inter na hora de contratar o técnico

O narrador gaúcho Pedro Ernesto Denardin, da Rádio Gaúcha, comentou no programa Redação Sportv sobre a polêmica envolvendo Guto Ferreira e Internacional, onde o treinador ameaça abrir uma ação trabalhista contra do clube pelo não pagamento dos prêmios acordados no contrato, em caso de acesso, porém, como foi demitido três rodadas antes do término da Série B após quatro jogos sem vitória, deixou de receber algo em torno de R$ 5 milhões. Quando foi contratado, o Inter aceitou pagar R$ 300 mil de salários, mais R$ 500 mil da multa destinada ao Bahia, e R$ 1 milhão caso passasse para Série A. Ainda cobra os 13 meses de salário – 12 e mais o 13º.

Segundo Pedro Ernesto, colunista do jornal “Zero Hora”, a bronca de Guto com o colorado vai além porque além de prometer premiação pelo acesso, o Inter havia assegurado (no contrato) a permanência do técnico por mais um ano caso cumprisse o objetivo de recolocar o clube na Série A. O narrador vê um erro por parte do clube gaúcho, no entanto, questiona e critica o treinador que segundo ele, teve “tratamento de Tite” por parte do Internacional.

“O Inter deu para o Guto Ferreira o tratamento que se daria para o Tite. Ele foi contratado com salário em torno de R$ 300 mil, o Inter para tirá-lo do Bahia pagou uma multa de R$ 500 mil, ofereceu prêmio de R$ 1 milhão caso ele passasse para a Série A, o que convenhamos… podia ser pelo salário. Para que prêmio? Com tudo que o Inter oferece, contra adversários inexpressivos do futebol brasileiro. É claro que o Inter ia subir. Podia botar um cachorro lá dirigindo que o Inter subia igual, Então, por que dar prêmio?”

Veja o vídeo:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*