Eleições: Binha reclama de discriminação e protesta contra adversários

Candidato chegou, exerceu seu voto e reclamou com jornalistas

O torcedor de arquibancada e candidato à presidência do Esporte Clube Bahia, Binha do São Caetano chegou à Arena Fonte Nova e já exerceu o seu voto. Porém, antes disso, chamou jornalistas para reclamar de discriminação e protestar contra os adversários que têm pessoas fazendo campanha na Fonte. É a segunda vez que Binha sai candidato à presidente do clube.

“Porque os candidatos estão investindo milhões para ser presidente do Bahia? Visando o que? É visando o bem do Bahia? Quando o cara investe milhões para ser presidente do Bahia é porque ele quer algo lá na frente. Eu sou um candidato simples, humilde e modesto, não tenho poder financeiro para fazer campanha e pagar a ninguém (…) O que eu acho absurdo é campanha política. Se o Bahia cair pra Segunda Divisão, o nosso prefeito vai acabar com a carreira dele porque isso é uma vergonha! Isso é uma vergonha, o que estão fazendo, política dentro do Bahia. Eu sou um torcedor que carrego a bandeira do Bahia a vida toda e quiseram até me agredir aqui. Me agrediram, me xingaram de tudo quanto é nome. Isso é uma vergonha! Só porque eu sou candidato? Não posso? Cadê a democracia? Aqui eu tô sendo mal tratado. Único que me deu apoio aqui foi Paulo Tavares e Henrique De La Torre (presidente do Conselho Deliberativo) e o Pedro Henriques também me apoiou (…) Após a eleição eu vou entrar na justiça. Eu fui agredido por diversos membros do 31 me agrediram, me xingaram de tudo quanto é nome. Se eles querem ganhar, que eles ganhem no limpo. Se o prefeito investiu no candidato dele, é um direito dele, respeito o direito dele. Agora deixe Binha em paz, porque se o candidato do prefeito perder, nunca mais o prefeito vai ser nada na Bahia”, falou em entrevista.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*