Fator emocional é tratado como decisivo no Vitória

Além do desempenho em campo, que não é dos melhores – principalmente dentro de casa, o fator emocional é tratado como decisivo na Toca do Leão para a batalha que trava contra o rebaixamento. No último domingo, após a derrota para o São Paulo, no Barradão, o técnico Vagner Mancini destacou a importância de o time estar mentalmente preparado para adversidades. O treinador apontou que, em momentos complicados, a equipe baiana não consegue reunir forças para superar obstáculos, o que complica a tarefa de fugir do Z-4. Neste domingo, o Leão encara o Atlético-MG, às 19h, no Independência.Veja:

“A partir do momento em que enfrentamos um adversário com velocidade e que teve a posse de bola, ele foi nos empurrando para trás. E aí o equilíbrio emocional pesou. Ou o grupo entende que não dá para jogar só quando está ganhando… Porque tivemos chances mesmo perdendo. Isso não se adquire em sete dias. Isso leva o tempo de reconstruir. Já tivemos nove meses do ano. Não é em uma semana que vamos acertar isso. Mas reconheço que hoje não funcionou”