E.C: Vitória. Um rubro-negro: Obrigado, tricolores.

Apesar do Vitória ter sido campeão baiano INVICTO (ganhando uma vez e empatando duas com o Bahia), está começando pessimamente o brasileiro, como já se desconfiava antes. Esta premonição se emergia no desejo de sua torcida, na saída de Argel, apesar de seus índices altos de triunfos, mas o torcedor já desconfiava.

Vejo algo, que a mídia ainda não vislumbrou. Com a saída de Argel, foi exposta uma realidade no Vitória. Seu sangue gaúcho, lá dos pampas, com DNA uruguaio e argentino, apesar de suas limitações técnicas, comandava e liderava o grupo, com energia e união, compensando o que não sabíamos ou não desconfiávamos: um sistema anárquico, mais pela atual incompetência administrativa, menos pelos próprios princípios do referido fenômeno.

Saiu Argel e quem está mandando? Para esta indagação, surgem inúmeros caciques, mas desarmados estrategicamente, porque se houver luta o cacique correrá para debaixo da cama. Em resumo, uma aldeia sem um verdadeiro cacique. Lembremos da época do “idoso e ultrapassado” Raimundo Viana e também seu braço direito, Manoel Matos. Eram dois caciques armados até aos dentes. Até a mídia tupiniquim que gosta de facilidades se queixava de Manoel, chamando-o de autoritário, etc. E hoje? com tanta gente?

Segundo dizem, a folha atual é duas vezes maior. Tudo que foi economizado e criticado, pelos vencedores desta chapa contra Viana, acusando-o de não investimento no time, está tendo resultados desastrosos. Sinval defendia um rigoroso planejamento antes do brasileiro e buscou a montagem de um time quatro meses antes e em nada adiantou, pois entramos sem técnico e sem um time titular.

Mas, NADA ESTÁ PERDIDO. O Vitória é um clube tradicionalmente forte no Conselho e em grupos outros, que não engole situações semelhantes. Literalmente, o Ivã deve colocar sua barba de molho.

Sinceramente, já temos um elenco, necessitando-se depois de várias contratações recentes, reforços em posições específicas. Está faltando bom técnico e bom comandante, um cacique armado até aos dentes, como eram os criticados Raimundo e Alexi Portela.

Por aqui sempre fui realista ou para uns pessimista, mas hoje sou otimista com este time, porque há um fator incrível e ironicamente que baliza a nossa esperança, que é a generalizada gozação de nossos rivais. Um forte presságio, que tudo vai mudar. Somos concorrentes para o não rebaixamento e quando mais olham os defeitos do vizinho, esquecem dos próprios e esta conduta é excelente.

Finalmente, desejo aqui registrar uma interessante constatação. O Campeonato do Nordeste foi o maior sucesso. Fato festejado pela imprensa de todo o Brasil, mas aqui em Salvador não se fala o nome do Presidente da Liga do Nordeste, POR QUE SERÁ? Cometem uma grande injustiça, pois chegaram a insinuar que ele iria ajudar o Vitória e na sua gestão não ganhamos mais, permanecendo com quatro títulos para alguns e cinco títulos para outros, mas na frente do Bahia.

Continuem tricolores nos criticando. É muito bom. Esta dificuldade inicial é esperançosa, porque dá tempo para as correções. Lembrem-se que o Santa liderava o campeonato no ano passado. Para terminar, com uma notícia deste sábado. O campeão mundial, o todo poderoso Internacional, com toda a arrogância dos gaúchos está no 10º. da Série B. Sei que têm tudo para recuperação, mas não devamos subestimar ninguém.

Atahualpa – Amigo e colaborador do BLOG

Deixe seu comentário

5 Trackbacks / Pingbacks

  1. p3425#forum.krajowy.biz
  2. replica designer mens shoes
  3. 토토놀이터
  4. 카지노사이트
  5. forum

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*