O Vitória virou uma “casa de mãe Joana”, diz ex-assessor

Os assuntos delicados do Esporte Clube Vitória é uma tema complexo e difícil entendimento, notadamente para um torcedor do Bahia, como é meu caso. Caberia essa casaca dentro da propriedade de conhecimento dos rubro-negros, como o Imperador, o Vovo-Mundico, o Reinaldo Silva, Marcos Guimarães e outros que colaboram com este BLOG. Portanto, segue apenas o registro dos reclames veementes e indignados do ex-assessor do Vitória Jorginho Sampaio hoje à noite na Rádio Metrópoles, antes e ainda justificando, meu conhecimento acerca do Jorginho é em grande parte creditada no passado, quando na condição de presidente do Vitória contratou uma cozinheira do Bahia que em público resolveu reivindicar salários atrasado. Numa ação social, a funcionária passou a fazer mocotó lá no Leão por um período pequeno e logo depois mandada embora.

Na entrevista o homem foi duro com o atual presidente Ivã de Almeida. Não poupou critica, especialmente pela falta de atitude do presidente. Segundo ele, existe um grupo que de fato manda no Leão e avançou em diversas criticas sempre tendo alvo o primeiro ministro rubro-negro sem qualquer economia e utilizando-se de frases do tipo: Vitória é uma casa de mãe casa de moca e até para o combatente e atuante PCB sobrou. 

Ouça a entrevista.